Produtor explica a controversa cena final de Two and a Half Men


Obviamente, temos spoilers a seguir para quem não viu o episódio final de Two and a Half Men, exibido na última quinta (19) na televisão americana.

O final com Charlie Harper, mas sem Charlie Sheen




Essa foi a cena final de Two and a Half Men. Depois de um episódio duplo focado na descoberta de que Charlie Harper (Charlie Sheen) estava vivo — sendo mantido prisioneiro no porão de uma casa de Rose por quatro anos —, com direito a flashbacks com Charlie em formato de animação e o retorno de diversos convidados especiais (entre eles, Angus T. Jones, o Jake, Arnold Schwarzenegger, John Stamos e Christian Slater), quando parecia que finalmente veríamos Sheen de volta nos segundos finais do episódio, eis que tivemos um dublê que foi esmagado por um piano.
Logo depois, aparece o produtor Chuck Lorre vangloriando-se, ao dizer “winning” (“venci”), usando um dos jargões do ator depois de sua saída de Two and a Half Men. Mas até Lorre não escapou vivo da série, também sendo morto por um piano. Esse foi o fim de Two and a Half Men, o qual está desagradando muitos fãs, enquanto deixa alguns outros satisfeitos.

A opinião de alguns fãs


Two and a Half Men vai ao ar hoje à noite, e acho que ambos republicanos e democratas podem concordar com o fato de que a série era melhor quando Bush era presidente.”

“O final de Two and a Half Men basicamente consistiu no elenco inteiro atacando Charlie Sheen com piadas mal escritas.”

“Isso foi caótico. Graças a Deus acabou!”

“Que vergonha o final de Two and a Half Men não trazer Charlie Sheen de volta para fazer sua grande saída! Charlie era Two and a Half Men

“Ashton Kutcher resumiu perfeitamente depois de apenas cinco minutos [ao dizer]: ‘Mal posso esperar para isso acabar’. Final horrível para a série.”

“O final de Two and a Half Men mais uma vez mostrou que, sem Charlie Sheen, a série era um lixo. Teve ao menos uma fala não dirigida a ele?”

“Okay, esse final foi muito decepcionante. Caramba! O episódio todo foi tão bom... Arruinado em 10 segundos.”

“’Ele tem alguns problemas em controlar a raiva’, ‘Ele já tentou um Tratamento de Choque (Anger Management)?’, ‘Sim, mas não deu certo’. HAHA!”, relembrou um fã, referindo-se a uma das piadas do episódio.

“Glória para o excelente final de Two and a Half Men para os fãs. Muito bem feito. Jon Cryer, você foi tão engraçado!”

“O final de Two and a Half Men foi epicamente surreal! Não estava esperando por isso. Amo o fato de eles terem quebrado a quarta parede.”

“Bem, como você faz um final de Two and a Half Men sobre Charlie Sheen, mas sem Charlie Sheen? Ótimo roteiro.”

Explicação de Chuck Lorre

No final de cada episódio de uma série sob sua produção, Chuck Lorre exibe um “vanity card”, ou “cartão de vaidade”, no qual faz algum comentário pessoal, seja sobre o capítulo em questão, seja sobre qualquer outro assunto. Claro que com o final de Two and a Half Men não seria diferente. No cartão do último episódio de sua mais antiga comédia, Lorre contou a sua versão do que aconteceu nos bastidores de negociação para o retorno de Charlie Sheen no momento final.
Fonte da imagem: Reprodução/CBS
Eu sei que muitos de vocês podem estar decepcionados por não terem visto Charlie Sheen no finale desta noite. Que fique registrado que ele teve uma participação oferecida. A nossa ideia era fazer com que ele aparecesse na porta da frente na cena final, tocasse a campainha, e se virasse, olhasse diretamente para a câmera e começasse um discurso maníaco sobre os perigos do abuso de drogas. Ele, então, explicaria que esses perigos se aplicam apenas a pessoas medianas. Mas que ele era muito além da média. Ele era um guerreiro ninja de Marte. Ele era invencível.
E então, jogaríamos o piano nele.
Achamos que isso seria engraçado.
Ele não achou.
Em vez disso, ele queria que a gente escrevesse uma cena comovente, que estabeleceria o retorno dele à televisão em uma nova série de comédia chamada The Harpers, com ele e Jon Cryer.
Achamos que isso seria engraçado também”.

Palavra de Charlie Sheen

Sem se pronunciar ainda sobre o final da série, Charlie Sheen fez sua última postagem no Twitter na manhã de quinta-feira (19), horas antes do episódio ir ao ar. Na mensagem ele já dá a entender que não apareceria na hora final da comédia.
“Atenção mundo: se você está ansioso pela minha muita antecipada aparição na televisão aberta, você terá que checar The Goldbergs, na quarta (25) na ABC! Vou onde o amor está”, disse o ator, referindo-se à sua participação especial na outra comédia da televisão americana.

No fim de sua mensagem ele usa a hashtag: “#ClaroQueNãoEstou”, fazendo referência ao título do episódio final de Two and a Half Men, “Of Course He’s Dead” (“é claro que ele está morto”).
E você, o que achou do fim da série?






Via:Minha Série 
Share on Google Plus