Natalie Portman não queria protagonizar ''A Tale of Love and Darkness''



A atriz Natalie Portman revelou que inicialmente ela queria só dirigir o longa ''A Tale of Love and Darkness'', mas precisou fazer mudanças radicais, ao ponto que precisou protagonizar o filme. Vale lembrar que Portman também escreveu o roteiro.

“Lentamente, comecei a falar com as pessoas e elas me diziam ‘você sabe exatamente como quer esse filme, porque não o escreve?. Então escrevi, e chamei uma atriz israelense incrível, mas ninguém queria me dar financiamento, a não ser que eu estivesse no elenco. Então acabei tomando todos esses papeis diferentes na produção”.


Durante a guerra em Jerusalém, um garoto cresce em um apartamento lotado de livros dos mais diferentes idiomas. Aos doze anos de idade sua mãe comete suicídio, mudando para sempre a vida da família. Após a tragédia, ele entra para um kibbutz, muda seu nome e começa a trabalhar como escritor, participando ativamente da vida política do país. Adaptação do livro de memórias escrito por Amos Oz.



Charles Zavaroski
Charles Zavaroski

INSTAGRAM