Home » , , , , » A Vida Secreta dos Bichos | Se fosse só os segredos

A Vida Secreta dos Bichos | Se fosse só os segredos

Written By Aurelio Arnholdt on 20 setembro 2016 | 09:10

Eu criei a maior expectativa em torno dessa animação desde que vi o trailer que mostrava o que os animais de estimação fazem quando seus donos não estão em casa. Ao longo dos meses que antecederam o lançamento do longa, pude ver um trailer que mostrava um pouco mais do que seria o filme e comecei a me preocupar. Finalmente lançou e eu fui ver com meu filho na primeira semana. Ele se acabou de rir. Eu não.

A Vida Secreta dos Bichos gira em torno de Max (Danton Mello), um cãozinho que mora em Nova York com sua dona. Durante o dia, enquanto ela sai para o trabalho, ele interage com os animais dos apartamentos vizinhos, em especial a gata Chloe. Max idolatra sua dona e passa o dia esperando que ela retorne. Um dia, é surpreendido pela presença de Duke (Tiago Abravanel), um cachorro enorme e bem folgado, que na frente da dona se faz de bonzinho, mas quando está sozinho com Max, acaba sendo um FDP (na falta de uma expressão que o defina melhor). Na tentativa de recuperar seu lugar na casa, Max acaba colocando os dois em uma confusão com a carrocinha, o que os leva a encontrar uma gangue de animais que vive no esgoto. Daí pra frente, a trama se desenrola em duas frentes: uma é o arco entre Max e Duke, que precisam se tornar amigos para conviverem bem no mesmo apartamento e a outra é a aventura de Gidget (Tatá Werneck), juntamente com outros animais das redondezas, para resgatar Max e trazê-lo de volta pra casa.
A premissa do filme é muito boa e há cenas ótimas, com Chloe (Mônica Rossi) e também com Leonard, um poodle que ouve punk na ausência do dono. A animação toda é voltada para a criançada e um ou
outro adulto que se diverte com mais facilidade. O fato é que o humor da Illumination, o estúdio responsável por Meu Malvado Favorito e derivações é pautado no esculacho, nas caras e bocas, nos acidentes, nas dores físicas dos personagens. Há um ou outro toque de sensibilidade, uma lição de moral bem fajuta e pouquíssima qualidade nos diálogos. De novo, o foco deles é a criançada em geral e o objetivo é ganhar a simpatia deste público para poder empurrar toneladas de produtos derivados da animação.
Tudo bem que a Disney tem o mesmo objetivo maquiavélico, mas pelo menos ela capricha mais nas suas histórias e o humor é sempre refinado de forma que agrade todas as faixas etárias.
Se o objetivo é ter algumas horas de divertimento com seus filhos, Pets é uma excelente opção, você não vai se arrepender.
Mas é só isso.
Aproveite para me seguir nas redes sociais:
  

Abaixo, o trailer dublado em português.
Share this article :
 
Support : | |
Copyright © 2011. Premiere Line - All Rights Reserved