Home » , , , » The Night Of | Crítica

The Night Of | Crítica

Written By Juliana Xavier on 05 setembro 2016 | 22:15




Antes de mais nada, há algo que devo deixar claro. Estamos mal acostumados. Mal acostumados a vermos séries detalhadas em que tudo se resolve em um ou dois episódios. Em que tudo acontece numa linha de tempo rápida e que por mais que a narrativa diga que se passaram meses ou dias, para nós dura em média cerca de 40 minutos. E ponto. 

Tudo é solucionado!

Não é isso que acontece em The Night Of. Entre o episódio 4 e 6 eu estava seriamente frustrada por nada acontecer. Nada que ao meu ver, desse direcionamento sobre a condenação ou não de Naz. E presa nessa pensamento limitado de que a série se tratava apenas dele e não de algo mais sistemático que isso, provavelmente perdi de viver boa parte de uma experiência impecável que foi essa minissérie. 



The Night Of não se trata de Nasir Khan ("Naz"), ele apesar de ser o que conhecemos como “protagonista”, é apenas uma pessoa, um número, um caso, um crime, a ser desvendado. Não se trata de sua inocência, ou sua culpa. A série é sobre justiça, sobre sistema, sobre a desconstrução de um cidadão. Acima de tudo sobre DÚVIDA. Onde dinheiro, tempo e solução valem mais do que a verdade. E o ultimo episódio é exatamente para provar esse ponto. Não importa muitas vezes se a defesa ou acusação saibam mais do que fornecem no tribunal, o que importa é o que eles querem que as pessoas (no caso, júri e juiz) saibam. 

Enquanto a condenação do personagem foi tão rápida por todos, envolvidos ou não, levando-nos até a duvidar e rejeitar toda a primeira impressão que tivemos do personagem, outros tantos detalhes ficaram sem serem apurados, seja pela polícia ou pela acusação. Pensamentos como: “Por que não investigaram isso ou aquela pessoa?” pairavam no ar, em nossos pulmões. 


 Mas o que se pode concluir é o quão falho é o sistema quando se tem um pré-julgamento já formado.



Com um roteiro isento de falhas, elenco fora de série, e fotografia maravilhosa. The Night Of encerra da mesma forma, senão melhor, que seu começo. Nos prendendo, nos deixando tensos e desesperados, com exclamações e sentimento de revolta em cada cena. Seja pela falta de ética e erro imperdoável de Chandra que de repente pareceu se tornar uma completa irresponsável. Seja pelas falhas na investigação da polícia, seja pelo juiz, e até pelo próprio Naz que se transformou em outra pessoa diante dos nossos olhos. E que linda transformação por sinal, morte e vida ao personagem. Construção e desconstrução de um menino aparentemente bom e correto e que ao final nunca mais será o mesmo, assim como sua família.



A verdade é que em certo ponto deixamos de lado o sentimento de querer saber o que realmente aconteceu naquela noite. Passamos a conhecer a verdade por trás do sistema correcional, da promotoria, de um julgamento. Tudo em oito episódios incríveis e sem sombra de dúvidas inesquecíveis.


Com um sentimento inexplicável de satisfação The Night Of encerra, sem espaços para críticas ou frustrações. Final a altura de tudo o que foi apresentado, e devo confessar que não me oporia a outra temporada dessa série, claro que com pequenos e ótimos oito episódios. 

E como John Stone disse, no final o que importa não é a verdade, e sim quem vende a melhor história. E The Night Of definitivamente soube fazer isso!

   Até!


Share this article :
 
Support : | |
Copyright © 2011. Premiere Line - All Rights Reserved