X-Men Gold | Marvel reajusta as artes da série depois de polemica do artista


A mais recente polêmica da Marvel Comics diz respeito à nova revista dos mutantes, X-Men Gold. A primeira edição, ilustrada por Ardian Syaf, continha mensagens implícitas do Alcorão indicando passagens de ódio a cristãos e judeus. Isso fez com que a Marvel pedisse desculpas publicamente e também terminasse seu contrato com Syaf, que só desenhará até a terceira edição da revista.
Agora, para corrigir o problema, a Marvel começou a fazer pequenas alterações na arte de Syaf, para apagar as mensagens e substituir algumas desenhos de explícito extremismo. O 212, referência à data dos protestos contra o governador cristão de Jacarta, foi substituído por um nome qualquer de mercado. O polêmico QS 5:51, que faz referência a uma passagem anti-semita no Corão, foi apagado, juntamente com outra mensagem implícita.
Por fim, foi também modificado um quadro onde vemos o Noturno jogando baseball. Em uma das cenas, o mutante alemão balança o taco e ele acaba ficando na frente do rosto de Kitty Pryde. Muitos interpretaram isso como um personagem alemão batendo em uma personagem judia, como uma referência ao Holocausto.
Confira: 





Share on Google Plus

ENQUETE