Deuses Americanos | Neil Gaiman comenta sobre cena de sexo Gay



Uma cena de sexo gay foi exibida no domingo (14), no terceiro episodio da série Deuses americanos (American gods), descrita pela imprensa norte-americana como ''a mais erótica'' a ser veiculada na TV dos Estados Unidos em todos os tempos.
Na trama, o vendedor Salim (Omid) entra em uma taxi conduzido por Jinn (Mousa), um dos deuses. Após conversas e desabafos sobre suas vidas pessoais, os personagens sentem uma conexão e partem para um quarto de motel, onde fazem sexo.

O produtor executivo da série, Bryan Fuller, afirmou em entrevista ao TV Guide que esta foi uma das cenas que ele estava mais animado para gravar por conta da ''beleza e do poder das metáforas contidas nela''. De acordo com os atores, a cena precisou ser gravada duas vezes para obter um resultado satisfatório para os diretores.

Starz
Em uma entrevista à EW, Neil Gaiman, autor do livro que deu origem a série, comentou sobre essa parte no livro. Segundo o escrito, certa vez ele entrou em um táxi onde o motorista confessou que estava a mais de 30 horas trabalhando, sem descansar.

“Depois, eu pensei, isso é horrível. A ideia de que alguém, para ganhar dinheiro, seja tão punido. E acho que parte da inspiração veio também da leitura das Mil e Uma Noites, em particular das traduções de Mardus e Mahdi. Acho que foi a primeira coisa que eu li que tinha… Sabe, há muito desse tipo de homoerotismo nas Noites Árabes. Isso era realmente uma parte interessante da cultura árabe sobre a qual eu nunca havia pensado, e estava aprendendo sobre (…). Daí em diante a história meio que se escreveu por si mesma”. Disse Gaiman.

Série é exibida no canal Starz e pode ser vista no Brasil pelo serviço de streaming Amazon Prime. Recentemente sua segunda temporada foi oficializada.
Douglas Silva
Douglas Silva

INSTAGRAM