Mulher-Maravilha | Em entrevista, Gal Gadot diz que o filme é feminista e dá aula sobre o termo

Imagem relacionada

Em uma entrevista a Entertainment Weekly, a atriz Gal Gadot, a nossa Mulher-Maravilha dos dias atuais no cinema, explica como ela vê o feminismo e como o filme ajuda nesta discussão.

"É claro que Mulher-Maravilha é feminista", iniciou a atriz. "Acho que as pessoas se enganam sobre o que é feminismo. As pessoas acham que são axilas peludas e mulheres que queimam sutiãs e odeiam homens. Não é isso. Para mim, o feminismo é tudo sobre igualdade e liberdade e (mulheres) escolhendo o que queremos fazer. Se não os salários, então somos pagos iguais aos homens. Não são homens contra mulheres ou mulheres contra homens", completou.

Mulher Maravilha será o primeiro filme de heróis com uma protagonista feminina. E só neste feito, já conta com uma grande importância na luta pela igualdade das mulheres. "Era importante para mim que meu personagem nunca viesse e pregasse sobre como os homens deveriam tratar as mulheres. Ou como as mulheres. Ou como as mulheres devem se perceber. Tratava-se mais de atuar sem se lembrar das regras da sociedade", disse ela.

A atriz ainda fala da relação de Steve Trevor (Chris Pine) com a personagem, ela diz que o casal teria que ter um relacionamento muito igual. "Se ela se apaixonar por ele, então ele deve ser alguém que toda mulher se apaixona", concluiu.

Mulher-Maravilha chega aos cinemas brasileiro no dia 01 de junho, e tem a direção de Patty Jenkins. O roteiro foi escrito por Geof Johns e Allan Heinberg, baseado em argumento de Zack Snyder.

Share on Google Plus