Album review | Dua Lipa "Dua Lipa" Um álbum que parece uma coletânea de singles


Depois do atraso do lançamento do álbum debut, por causa de problemas com a gravadora, Dua Lipa lançou no dia 02/06 o seu primeiro álbum.

Vale dizer que a versão que será analisada aqui é a deluxe, visto que no Spotify não tem ainda uma versão standart. O “Dua Lipa” (nome do álbum) conta com 17 faixas, tem uma hora de duração e sete (sim, sete) singles divulgados antes do lançamento do novo álbum.

Se você ouviu todos os singles antes de ouvir o álbum, não se preocupe, a experiência não será muito afetada, até por que têm mais dez faixas dentro do álbum para serem descobertas.

Mesmo com 17 musicas contando com singles já conhecidos e famosos, o álbum é bem distribuído, de incio é até mesmo animador. 

“Genesis”, “Lost In Your Light”, “Hotter Than Hell”, “Be The One”, “IDGAF”, “Blow Your Mind” e “No Goodbyes”, nesse momento do começo é possível ver uma formula que vai se repetir durante quase todo o álbum, salvas algumas faixas.


As musicas sempre começam em um mid-temple, às vezes somente na base instrumental, com um instrumento, crescem no pré-refrão ou no refrão e estouram no refrão ou então na ponte instrumental que liga o refrão à próxima estrofe musical. Isso é ruim? Não necessariamente. Comercialmente é ótimo e para quem é um ouvinte casual isso também é muito bom, mas, como uma vez disse Beyoncé: “Isso faz o álbum parecer uma coletânea de singles e não um álbum coeso e inteiro”. E realmente é o que acontece nesse caso, tanto é que na primeira vez que ouvi o álbum foi cansativo, é um caso em que deveriam haver menos faixas, ou mais faixas diferentes explorando mais o eletro pop que o álbum apresenta.

Mas vamos falar das faixas diferentes: “Homesick” é uma musica feita somente no piano e voz, é delicada, bonita e tem uma letra muito boa. O mesmo pode ser dito sobre “Thinking ‘Bout You” que apesar de seguir a formula, não do mesmo jeito, consegue ser diferente das outras. “Room For 2” é uma faixa bem criativa em questão de arranjo, isso a diferencia um pouco das demais.

De modo geral, o álbum mostra qualidade sim e muita, mas peca ao trazer muitas musicas utilizando a formula já citada a cima. Mas sabendo que a cantora irá explorar bastante o álbum com singles, isso é vantajoso para ela não é mesmo? 

Eduardo Roberto
Eduardo Roberto

INSTAGRAM