Álbum review | Witness – Katy Perry, o disco mais maduro da carreira da cantora


Anos se passaram desde o lançamento da ultima coletânea de musicas de Katy Perry, e, para o bem geral dos fãs, admiradores da cantora e ouvintes da musica pop, foi lançado recentemente o mais novo álbum de Katy. O “Witness” conta com 15 musicas em sua versão normal, com 59 minutos de duração e três participações especiais, sendo elas de Nicki Minaj, Migos e Skip Marley, e uma lista meio grande de produtores envolvidos na confecção do álbum.

Logo de cara o álbum é aberto com, talvez uma das musicas mais esperadas e também a que dá nome ao álbum, “Witness” começa um tanto quanto intimista mas cresce com o decorrer da musica. É possivelmente uma das melhores musicas do álbum.


“Hey Hey Hey”, a faixa produzida por Max Martin, é dançante mas meio esquecível, pelo menos na minha opinião. “Roulette” por outro lado é uma ótima canção, que também ajuda a criar o clima retrô enquanto se ouve o álbum.

“Déjà Vu” não larga o clima já criado no álbum (aliás esse clima não diminui só aumenta), mas vem de um modo mais leve nos vocais e também no instrumental eletrônico. “Power” assim como “Mind Maze” soa um pouco mais experimental, porém essa segue um pouco mais a linha do produtor responsável por ela (Jack Garrat), enquanto “Mind Maze” não vai tão bem assim, seria bem melhor se tivesse talvez um pouco menos de efeitos na voz.


“Miss You More”, “Save As Adress” e “Into You See Me” são as faixas mais lentas do álbum e também as mais interessantes em questão de letra.

“Pendulum” é, talvez, a que mais foge do já feito no álbum, com os instrumentos mais orgânicos e com um coral inteiro, a musica parece explorar uma sonoridade mais próxima ao gospel.

O sucessor do “Prism” e “Teenage Dream” é o mais diferente entre os quatro já lançados pela cantora. Com uma sonoridade igualmente pop mas também retrô, o álbum traz uma versão mais madura de Katy Perry. Acho que, por fim, o álbum é bom, tem suas faixas um pouco mais fracas mas vai bem no conjunto da obra.

Share on Google Plus