Com financiamento da Amazon, filme de Terry Gilliam finalmente sai do papel



Terry Gilliam (Monty Phyton) anunciou em sua conta pessoal no Facebook, o término das filmagens de The Man Who Killed Don Quixote

O projeto começou a ser desenvolvido na década de 90 e as gravações da primeira versão se iniciaram em 2000; porém problemas com financiamento, condições climáticas e a saúde de Jean Rochefort (Feios, Sujos e Malvados), protagonista do filme, acabaram por colocar o projeto em espera. Esta situação toda foi tão complexa que tornou-se tema do documentário Perdido em La Mancha (Keith FultonLouis Pepe), de 2002.

Na primeira década de 2000, Gilliam tentou reviver o projeto inúmeras vezes, sem sucesso. E quando em 2016 tudo parecia perdido de vez, a trama de Toby Grisoni , um diretor de marketing do século XXI que volta ao passado e se encontra com o cavaleiro de La Mancha, chamou a atenção do produtor português Paulo Branco (Cosmópolis, Canções de Amor). A alegria durou pouco e, mais uma vez, The Man Who Killed Don Quixote perdeu seu financiamento. Então foi a vez da Amazon Studios entrar no jogo e reviver o longa.

Com Adam Driver (Star Wars: o Despertar da Força) no papel de Grisoni, Olga Kurylenko (Quantum of Solace) como Jacqui e Jonathan Pryce (Piratas do Caribe: a Maldição do Pérola Negra) como Quixote, as filmagens finalmente começaram no início de 2017. O elenco ainda conta com Stellan Skarsgard e Rossy de Palma.

The Man Who Killed Don Quixote ainda não tem previsão de estreia, mas continua sendo um dos filmes mais aguardados de todos os tempos.
Chris Sevla
Chris Sevla

INSTAGRAM