Em entrevista, Hayley Williams fala sobre Avril Lavigne, depressão e o começo de carreira


A vocalista do Paramore, Hayley Williams foi capa da revista The Fader e revelou diversas coisas a revista. Além de entrevista a vocalista também garantiu um ensaio fotográfico inteiro a revista.Um dos temas abrdados por Hayley foi a importância, vista por ela, da ascensão musical de Avril Lavigne. Confira:

“Quando Avril estourou, estimulou o apetite da indústria por alternativas punk para Britney Spears e Christina Aguilera. Eu acho que não teria conseguido um contrato com gravadora se Avril não tivesse acontecido antes. De repente, eu estava em Nova York, com LA Reid”

Na conversa, ela também falou que em 2015 ela passou por uma séria crise de depressão e chegou a se afastar da banda. Segundo a mesma, tudo o que ela fazia era ficar deitada o dia todo na cama assistindo a episódios antigos de "The Office", até procurar a ajuda de um terapeuta.

"Pela primeira vez na minha vida, não havia luz no fim do túnel. Eu pensava, 'Eu queria que tudo parasse'. Não pensei em tirar minha vida, era apenas falta de esperança. Tipo, 'Qual é o objetivo?' Acho que eu não entendia o quanto é perigoso a falta de esperança. Tudo dói"
Sobre o começo de carreira a cantora revelou que várias gravadoras a queriam, mas somente como  artista solo e somente a Atlantics se interessou por tê-la junto com a banda. Foi assim que ganhou um contrato separado com a Atlantic e os outros membros da banda assinaram com a subsidiária rock da gravadora, Fueled by Ramen. Esses contratos diferenciados, no fim, também deixaram os músicos desgostosos. Josh Farro deixou a banda citando esse contrato em um comunicado, e Jeremy Davis processa Hayley.
Share on Google Plus