ESPECIAL | Confira 7 curiosidades sobre a série 'Girlboss'

Resultado de imagem para girlboss

A série Girlboss, produzida pela Netflix, foi cancelada no último sábado (24) e é a terceira série original que a plataforma cancela nesses últimos tempos (as outras duas foram Sense8 e The Get Down). Protagonizada pela atriz Britt Robertson, a produção estreou em abril desse ano e vinha recebendo críticas bastante positivas. Portanto, confira abaixo algumas curiosidades que separamos sobre a série:

1. Ela é baseada em fatos reais e conta a história de Sophia Amoruso. 

Resultado de imagem para sophia amoruso
Sophia Amoruso, inspiração do seriado

2. Atualmente com 33 anos, Sophia Amoruso foi considera pela Forbes, em 2016, uma das mulheres mais novas a fazer a sua fortuna por si só. Ela tem uma história meio louca, e não é a toa que virou uma série bem hipster. Ela cresceu na Califórnia dos anos noventa, e nunca foi considerada aquela mocinha comum. 

3. Quando completou quinze anos, Sophia arrumou seu primeiro emprego, na famosa rede de fast food, Subway. E acreditem ou não, ela é tão doidinha que desenvolveu TOC, por causa do lanche. 

4. Depois do divórcio de seus pais, e aos 17 anos morando sozinha, ela passou por poucas e boas. Ela não trabalhava, e nem tinha a ajuda financeira de ninguém. Sophia conta que foram anos perdidos de sua vida. Ela fez muitas viagens pela costa oeste dos Estados Unidos de carona, comia restos de comida que encontrava no lixo, e até cometeu pequenos furtos, em um deles quase foi presa. 

5. Após fazer sucesso na vida, ela lançou um livro homônimo à série no ano de 2014. "Houve muita vezes em que eu poderia ter estragado meu futuro de forma irreparável. É um milagre que isso não tenha acontecido”, conta no livro.

Resultado de imagem para livro girlboss


6. Seu livro esteve no topo do New York Times por várias e várias semanas. 


7. A marca de Sophia (Nasty Gal) foi vendida para uma multimarca britânica. 

Enfim, gostaram? Você que assiste à série conta pra gente se gostou das curiosidades e o que achou do cancelamento. 

Share on Google Plus