Fear The Walking Dead | 3x1/3x2/3x3 (crítica c/spoilers)




A terceira temporada de FearTWD voltou, e felizmente melhor que sua segunda temporada até agora. Não vou dizer que ela voltou com tudo, renovada de todos os defeitos que a trama apresenta. Mas ela ao menos, está mais interessante.


Já em seu terceiro episódio, podemos ter uma noção do que está por vir. Algo que ao mesmo tempo que agrada, deixa uma certa apreensão. Enquanto na primeira e segunda temporada, acompanhamos a família Clark se encontrar, desencontrar e se encontrar de novo. Se perder, se transformar e começar a ser o que o mundo novo exige que você seja. Na terceira, finalmente temos os personagens mais espertos, mais focados e definitivamente menos chatos. 


Já falei antes, e torno a repetir, além da trama e do cenário, o que torna a série mais difícil de se engolir, são os personagens pouco carismáticos e descartáveis. De todas as mortes até agora, não houve uma, repito, uma, que eu tenha sentindo falta. Na verdade, algumas mortes me trouxeram alívio. 


Falando de alívio, a morte de Travis está topo da lista. Travis, aquele personagem que desde da primeira temporada venho falando que é o personagem mais fraco, mais sem graça, mais "matável", mais insuportável da série toda. O personagem que insistia em ser bom e bobo. E que sempre acabava tomando na cara. Um personagem que como “homem da família” deveria proteger seus entes e endurecer. Mas nada disso aconteceu. E quando finalmente ele se tornou “duro”, foram lá e mataram ele. E sinceramente, não foi nada chocante a morte dele. Foi apenas uma morte atrasada. Então, relaxem, não irá fazer falta alguma no mundo zumbi.

  



Por incrível que pareça, e não que eu queira insinuar que ele era o motivo, após sua morte, personagens antes sem destaque se tornaram mais atrativos. Como Madison. A mãe agora assume o papel forte na trama, o que surpreendentemente me prendeu. Claro que não houve uma melhora da água para o vinho, mas foi algo significativo.


Alicia continua a mais interessante e a com maior capacidade de crescimento na série. Sem sombra de dúvidas a que mais amadureceu e se transformou no que o mundo exige agora.


Nick continua com os cabelos desidratados e está infelizmente caminhando pro irritável, com o casinho de amor com a mexicana Luciana, que sinceramente não existe química alguma entre os atores.


Dois personagens novos que trouxeram mais qualidade para a série, são os irmãos Troy Otto (Daniel Sharman - The Originals) e Jake Otto (Sam Underwood -The Following) Rostos já conhecidos para a maioria de vocês que acompanham diversas séries ou filmes. O núcleo da família Otto e sua comunidade se mostra com grande potencial nessa temporada. Há muito ali a ser explorado.


Estamos apenas no terceiro episódio, mas já há muito o que especular. Não espero nada surpreendente, afinal no universo de Kirkman há padrões a serem seguidos. 

Fear The Walking Dead vai ao ar todo domingo ás 22h pela AMC.


 
Share on Google Plus