Halsey ataca Iggy Azalea e defende Quavo de acusações de homofobia


A polêmica envolvendo Quavo, Migos e acusações de homofobia continuam dessa vez incluindo mais pessoas, como Halsey por exemplo. Depois da polêmica envolvendo a apresentação de "Bon Appetit" com Katy Perry no SNL, onde o grupo Migos se recusou a fazer apresentação com a presença de Drag Queens, a polêmica acabou caindo na mão de Halsey.

Halsey e um dos integrantes do Migos, Quavo, trabalharam juntos na canção "Lies", do álbum hopless fountain kingdom". A cantora disse a um jornalista do The Guardian que o rapper apenas não é "politicamente correto"em suas atitudes e que não consegue se expressar bem para um publico que não lhe é familiar, no caso o publico LGBT.

Eu acho que ele é apenas incompreendido. Se eu escolho ser uma artista socialmente consciente, e sou muito boa nisso, não quer significa que TODOS os artistas devem ser assim ou terão um suporte para serem politicamente corretos. Eu não acho que ele é homofóbico, ele está apenas em um lugar difícil para expressar o que pensa. Eu sei que suas desculpas não são convincentes sobre o assunto, mas não se pode se policiar o tempo todo.”

Halsey também foi questionada pelo jornalista sobre restrições de problematizações e conceitos que a fazem refletir sobre o seu álbum. Em resposta a esse questionamento, a cantora foi direta e disse que jamais colaboraria com Iggy Azalea. A justificativa é que a rapper ignorou totalmente a cultura negra, racismo e perseguição policial para se promover.

Eu posso me policiar em meu trabalho, por exemplo. Há muitas pessoas que não faria uma colaboração. Iggy Azalea absolutamente não. Ela teve um total desprezo com a cultura negra. Eu assisti a sua carreira se dissolver a pouco e isso me fascinou.”
Eduardo Roberto
Eduardo Roberto

INSTAGRAM