Manifestação contra lei que proíbe o aborto conta com pessoas vestidas como as escravas de The Handmaid’s Tale


Na última segunda-feira (12), no estado de Ohio, Estados Unidos, manifestantes se vestiram com as roupas que as escravas usam na série The Handmaid’s Tale, da Hulu, para protestar contra uma lei que aumenta a criminalização do aborto no referido estado.

As manifestantes foram ao State House, em Columbus, usando a roupa que as escravas da série baseada no romance distópico de Margaret Atwood vestem.

A lei objeto do protesto torna criminoso e proibido um procedimento de aborto muito utilizado pelas mulheres no segundo semestre da gestação. As mulheres vestidas de escravas alegavam que toda mulher tem o direito de decidir o que deve fazer com seu próprio corpo.

A série The Handmaid’s Tale, estrelada por Elizabeth Moss, mostra um universo em que, após uma epidemia de esterilidade, as poucas mulheres férteis que sobraram são escravizadas e estupradas por homens ricos e influentes, com o fim de gerarem filhos para eles, e tudo isso com o apoio de um governo ditatorial.

Share on Google Plus