Star Trek: produtor elogia a representatividade LGBT e temas evolucionistas na série


Não há dúvidas de que Star Trek sempre buscou promover a diversidade e temas progressistas. Portanto, não causa espanto que a nova série siga o mesmo padrão agora.

O produtor da nova série Star Trek, Alex Kurtzman, falou, em entrevista à Collider, sobre a representatividade LGBT no programa.

“Temas que seriam tabu há 10 ou 15 anos atrás agora estão em todo lugar, e isso é uma coisa linda”, comentou o produtor.

Kurtzman sugeriu que é preciso aproveitar esse momento em que o público se mostra tão aberto a tratar de temas que sempre foram controversos.

A série Star Trek: Discovery está prevista para estrear no segundo semestre de 2017 nos EUA e, em seguida, passará a ser exibida pela Netflix.

A série funcionará como um prelúdio da atração original, pois a história se passa 10 anos antes de o capitão Kirk realizar sua missão.

Desde o término de Enterprise em 2005, esse será o primeiro seriado Star Trek a ser produzido.

Luise Mara
Luise Mara

INSTAGRAM