Crítica | Dunkirk | Guerra não é arte

Resultado de imagem para dunkirk 2017

No dia 27 deste mês estreou no Brasil, o longa 'Dunkirk', filme dirigido por Christopher Nolan baseado em acontecimentos reais da batalha na praia de Dunkirk, durante a segunda guerra mundial.

O filme do início ao fim é composto por uma atmosfera tensa e pesada, auxiliado bastante pela trilha sonora de Hans Zimmer que conseguiu transmitir aos espectadores todo o sentimento de tensão e agonia de todo o filme, tanto pelos acontecimentos, como pelos personagens do filme que poderiam morrer á qualquer instante, e é exatamente isso, o filme não tem um protagonista fixo, devido quase todos os soldados morrerem durante o filme, mas isso tem seu lado ruim e seu lado bom.

O lado bom é que mostra a realidade de que não há protagonistas numa guerra, qualquer pessoa pode morrer á qualquer momento, seja soldado ou não. o lado ruim de tudo isso é que não mostra foco no roteiro em relação aos personagens, um roteiro sem protagonista, é um roteiro sem foco, sem apego do espectador. O espectador, assim como eu, não sente nenhum apego pela história, ou por qualquer personagem, pois eles não passam o carisma necessário para um protagonista. Isso pode ser considerado algo proposital, mas o filme em história é bastante semelhante á um documentário, onde os fatos são simplesmente jogados na sua cara para você tirar uma conclusão, tornando o filme inconclusivo, e destinado á mostrar fatos sem nenhuma empatia.

As atuações por si só são ótimas, porém não há oportunidades de desenvolverem seus personagens. É como pegar um ator do calibre do Tom Hardy colocar em uma cabine e deixar ele lá por todo o filme, ou pegar atores como Keneth Branagh e James D'arcy e deixá-los o filme todo em um porto olhando a guerra acontecer. São personagens interpretados por grandes atores que não conseguem demonstrar seu potencial como os atores que são, por outro lado, a adaptação dos atos ocorridos são fiéis, porém um filme não se torna bom por sua fidelidade aos fatos, mas pela história que é contada e como é contada. O filme não é uma obra de arte do cinema, pois é evidente a preocupação em não glamorizar os fatos, e mostrar a realidade o que cria uma má interpretação da premissa básica do filme.

Dunkirk está disponível em todos os cinemas do Brasil e conta com Tom Hardy, Harry Styles, Keneth Branagh e James D'arcy no elenco, Christopher Nolan na direção e roteiro, e Hans Zimmer na trilha sonora do longa.
Guilherme Soares
Guilherme Soares

INSTAGRAM