De acordo com diretor de 'Death Note' L e Light podem ter uma relação gay


O diretor Adam Wingard, do live-action de ''Death Note'', respondeu um fã que o questionava se ele iria transformar a relação de L e Light em uma relação homofetiva, quando o diretor deu a entender que sim. 


“Eu desenvolvi isso todos os dias no set.” 

Baseado no famoso mangá japonês escrito por Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, ‘Death Note‘ acompanha um estudante do ensino médio que encontra um caderno sobrenatural e percebe que nele existe um grande poder: se o proprietário escrever o nome de alguém enquanto estiver pensando em seu rosto, a pessoa morrerá. Embriagado por sua nova habilidade divina, o jovem começa a matar aqueles que julga indignos a viver.

 O longa da Netflix estreia em 25 de agosto.
Charles Zavaroski
Charles Zavaroski

INSTAGRAM