Kirsten Dunst | “Pensei em parar de atuar”


Para quem começou a carreira muito jovem, aos 12 anos, lidar com a fama, a falta de privacidade e papéis com os quais não se identifica, pode ser um grande problema. Em recente entrevista à publicação The Times, Kirsten Dunst contou que pensou em abandonar a carreira em alguns momentos, principalmente após o estrondoso sucesso de Mary Jane, nos filmes do Homem-Aranha, com Tobey Maguire. Você faz um grande filme de estúdio e eles esperam que você se ajuste ao sistema, mas aquele sistema não era certo para mim”.

Aliás, os papéis de mocinha caricata, como esse, são os que a atriz mais crítica, juntamente com os reboots: Nós [ela e Miguire, sob direção de Sam Raimi] fizemos os melhores [filmes], então quem se importa? Eles estão apenas secando essa fonte por dinheiro. É muito óbvio. [..]”, afirmou a atriz em uma entrevista para a Mary Claire, em junho


No cinema
Em breve, veremos Dunst dando vida à Edwina, uma jovem que almeja ter seu amor correspondido por John McBurney (Colin Farrell) em O estranho que nós amávamos, elogiada produção de Sophia Coppola. Sua personagem, aparentemente, foge dos papéis caricatos que a atriz critica.

O filme chega aos cinemas brasileiros em 24 de agosto.

Juliana Verri
Juliana Verri

INSTAGRAM