Origem de James Bond foi baseada em ações reais da agência MI5




Pode acreditar, James Bond pode até ser um personagem icônico, mas leva um tom bem real em sua história.

O escritor Ian Flamming, criou um histórico bem trágico para a infância do agente mais famoso do mundo. E segundo informações do livro de Henry Hemming, 'Maxwell Knight: MI5's Greatest Spymaster', era exatamente da maneira como Flamming contou a história de Bond que a agência de espiões MI5 trabalhava para conseguir seus funcionários de confiança.

"M (Maxwell Knight) estava procurando por observadores: pessoas que pegaram detalhes incomuns que outras pessoas não conseguiriam. E em sua experiência, geralmente essas são as pessoas que tiveram traumas de alguma forma na infância. Alguém que perdeu um pai em uma idade precoce, ou teve alguma deficiência física, o que significa que eles não foram capazes de participar de jogos quando eles estavam crescendo, então eles estavam literalmente à margem", disse Hemming, em entrevista ao Telegraph.

Outro traço importante buscado por Knight em seus recrutas, era o senso de humor e boa memória. "A primeira qualidade foi, estranhamente, ter um senso de humor. M sempre diria que alguém que não fazia piadas, nem pensava em piadas provavelmente não pensaria rapidamente", explicou o autor. "O outro era memória, a lealdade também era crucial e a capacidade de não só mentir, mas também de saber que estão mentindo para você".
Rafael Campos
Rafael Campos

INSTAGRAM