Raio Negro | Produtora fala como a família afro-descendente será abordada


A  co-criadora de Raio Negro, Mara Brock Akil, contou como o programa pretende reformular a forma como os homens negros e suas famílias são retratados na televisão. Brock Akil co-criou e está produzindo a série de TV do super-herói com seu marido, Salim Akil.

Mara falou um pouco sobre os objetivos do show e como Black Lighting oferecerá uma imagem mais positiva de um homem negro e sua família do que geralmente aparece na TV:

"O que queremos fazer é colocar homens negros e a família negra de volta ao centro. Muitos dos outros shows foram conduzidos através da visão das mulheres negras, então é hora de colocar o homem negro para trás e dar-lhe uma voz na mesa. Devemos retomar a imagem dos homens negros criando suas famílias."




Criada pelo escritor Tony Isabella para a DC Comics em 1977 (depois que outro editor tentou criar um personagem extremamente racista chamado Black Bomber), Black Lightning conta a história de Jefferson Pierce, um homem de família dedicado e educador de dia, e super-herói eletrificado de noite. Black Lightning foi um dos primeiros grandes super-heróis negros da DC nos anos 70, e tem sido uma presença esporádica no DC Universe desde então. Cress Williams está preparado para retratar o vigilante.

A produtora ainda explicou que dar poderes as filhas do protagonista também foi uma maneira de empoderar as mulheres no seriado. “Suas filhas terão poderes. Então, duas jovens negras vão estar em uma roupa de super-herói. O empoderamento que temos para ajudar, salvar e ser a esperança em nossas próprias vidas é o que fala a série Raio Negro.”


Raio Negro estreia entre janeiro e maio nos EUA.
Douglas Silva
Douglas Silva

INSTAGRAM