Taylor Swift deve comparecer no tribunal federal para testemunhar contra homem de 55 anos que passou a mão em sua bunda


Taylor Swift deve comparecer ao tribunal federal de Denver, nesta segunda-feira (07), para testemunhar contra um ex-radialista, que passou a mão em sua bunda, durante uma sessão de fotos, há quatro anos. 

O homem que trabalhava como radialista da rádio KYGO-FM, de Colorado, foi demitido após a acusação da cantora.

De acordo com o TMZ, Mueller, de 55 anos processou a cantora primeiro, alegando que ela estava o difamando e o fez perder o seu emprego de 150 mil dólares anuais. Em seguida Swift entrou com a sua própria ação contra o agressor.

Taylor vai dar qualquer dinheiro do julgamento, para um organização que luta e protege as mulheres de agressão sexual.
Charles Zavaroski
Charles Zavaroski

INSTAGRAM