Riverdale: Atriz de origem brasileira conta que sofreu preconceito racial


A jovem atriz de 23 anos da série Riverdale, Camila Mendes, que é filha de pais brasileiros, mas nasceu nos Estados Unidos, contou recentemente que sofre preconceito racial no mundo do entretenimento.


"Eu sou muito nova em Hollywood, mas já estou começando a ver os problemas na escalação de alguns projetos", disse Camila em entrevista ao People Chica. "Muitas vezes ouço coisas como: 'Você não parece latina o suficiente', e essa mentalidade é tão atrasada. O fato é: eu sou latina, então, como você vai me dizer que não pareço latina?"

Camila Mendes fala tanto inglês quanto português fluentemente, mas ainda sente a diferença de ser criada em duas culturas distintas.


"Aprecio muito como essas duas culturas criaram quem eu sou. Eu sou um brasileira de sangue, com toda uma família extensa de brasileiros, mas nasci e cresci nos EUA. Quando vou ao Brasil, me sinto como uma americana e, nos Estados Unidos, sempre percebo os traços que me tornam brasileira."

Na série, Mendes interpreta Veronica Lodge, que também é latina, mas de uma maneira repleta de nuances: "A família Lodge é um afastamento tão necessário dos traficantes de drogas latino-americanos desprivilegiado e curruptos que costumamos ver no entretenimento. É raro ver as famílias latinas serem retratadas como identidades inteligentes, sofisticadas e poderosas", afirmou a atriz.


A segunda temporada de Riverdale, que deve explorar mais a origem de Veronica Lodge, será exibida a partir do dia 11 de outubro nos Estados Unidos.
Angelica Menezes
Angelica Menezes