Comentário de Woody Allen sobre as denúncias contra Harvey Weinstein não forma muito b em recebidas pelo público



Harvey Weinstein, um dos mais famosos produtores de Hollywood acabou sendo demitido da própria empresa, a The Weinstein Company e expulso da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pelo Oscar, após a denúncia de seus abusos sexuais. Embora Weinstein tenha pedido desculpas e declarado que se compromete em ser melhor e vencer seus "demônios", as opiniões obre o assunto ainda causam polêmicas. Que o diga o diretor Woody Allen (Manhatan).


Em entrevista à BBC, Allen disse: “Ninguém nunca veio até mim ou me contou essas histórias horríveis com seriedade real. E eles não fizeram isso, porque você não está interessado. Você quer fazer seu filme”. 

Allen, que também já teve problemas com acusações de assédio e abuso, completou: “Mas você escuta vários rumores fantasiosos o tempo todo. Alguns são verdade e outros – a maioria deles – são apenas histórias sobre esta atriz ou aquele ator. Toda a coisa sobre Harvey Weinstein é muito triste para todos os envolvidos. Trágico para as pobres mulheres envolvidas, triste para Harvey, que teve sua vida bagunçada. Não há vencedores nisso, é apenas muito triste e trágico para as pobres mulheres que passaram por issoMas você também não quer criar uma atmosfera de caça às bruxas, de Salem, em que todo homem que piscar para uma mulher em um escritório precise contratar um advogado para defendê-lo. Isso também não é certo. Mas, é claro, você espera que algo assim possa se transformar em um benefício para as pessoas, ao invés de ser apenas uma situação triste”.


Tal declaração não foi muito bem recebida, pois Allen teve de esclarecê-la posteriormente, o que gerou surpresa no diretor: "Quando disse que estava triste por Harvey Weinstein, achei que estava claro que é porque ele é um homem triste e doente. Estou surpreso que isso foi tratado de forma diferente".

Chris Sevla
Chris Sevla

INSTAGRAM