Supergirl | Mid-Season (c\ spoilers) crítica - PREMIERE LINE

NEWS

Home Top Ad

Post Top Ad

21 de dezembro de 2017

Supergirl | Mid-Season (c\ spoilers) crítica




Logo em sua estreia, em seu terceiro ano, Supergirl não quis enrolar os fãs, nem deixar o assunto "de lado". Abraçando o lado sombrio em que nossa heroína estava passando, acompanhamos toda dor e luta que a perda de Mon-El causou. 



Entre o episódio 1 e 9° (mid season) conseguimos sentir com clareza e sem drama, todas as mudanças que cada um dos personagens estão passando nessa nova fase. E foram muitas mudanças. E o mais importante foi a forma madura e coesa em que tudo foi mostrado a nós.



Enquanto o noivado de Alex chegava ao fim devido a sua vontade de ser mãe, nos despedimos de forma justa e natural de Maggie. 



Já com Kara, vimos na 2 °Temporada seu relacionamento florescer com Mon-El sem ofuscar seu lado heroico, mas sim tornando-a ainda mais forte. E com a perda, veio o esperado sofrimento. Kara experimentou o lado humano de se apaixonar e é natural que ela sofra de forma humana também. Seja estando em negação, a se afastar dos amigos. Vimos nossa heroína deixar de lado seu lado humano e focando-se no que ela tinha controle e sabia que poderia controlar. Seu poder e trabalho na DOE. Vimos Supergirl em seu melhor, abraçando seu lado sombrio em busca de superação.



Mas quando achávamos que tudo estava cicatrizando, eis que Mon-El resurge de uma nave subterrânea de 12 mil anos vindo do futuro (sec. XXXI). E pra ficar ainda melhor (ou pior) ele volta casado. Jogando uma bomba atrás da outra. Já que para ele não se passaram apenas 7 meses e sim 7 anos desde sua partida. 


É... As coisas não estão fáceis para Kara. 



E adicionando a isso temos a vilã da temporada. Reign (A Destruidora de Mundos). Conhecemos Reign primeiramente como Sam, mãe e totalmente comum a primeira vista. Mas a cada episódio que passa vamos descobrindo mais e mais sobre seu passado. Até o ponto em que ela finalmente se torna Reign. 


E chegamos ao ponto em que nessa mid season, Supergirl e Reign tem seu primeiro encontro. E que encontro! Toda a luta e o medo imposto pela vilã desconhecida foi bem escrito e surpreendente. Diferente dos vilões anteriores em apenas poucos minutos, Reign mostra que ela não é nada que Kara já enfrentou antes. E enquanto Supergirl levava uma surra (mas uma surra feia, que se fosse Superman a cidade já estaria toda destruída). Vemos ela perdendo mais uma parte de si. Sua força. A única coisa que lhe resta. 



O que esperar do retorno? Bom, espero que explorem mais o lado sombrio em que Kara se encontra. Ao deixar seu lado humano de lado e se focando em ser herói, com sua derrota para Reign ela com certeza voltará abalada. E seria muito interessante explorar a desesperança. Não só para continuar a base da temporada mas como também reafirmar a chegada de Reign. 



PS: é maravilhoso como as personagens femininas na série dominam e são valorizadas. Lena é o exemplo de mulher forte e bem sucedida que todas podemos admirar.

PS²: mas por favor, não levem adiante esse romance entre ela e James. E falando em James, tanto ele quanto Winn estão mais de lado nessa season. O que para mim está ótimo quanto a James, mas Winn faz falta

PS³: Reign mata James nunca te pedi nada.

PS4 Supergirl caia eu gritei horrores "gente cadê o Superman? Cadê Mon-El? Ninguém vai pegar ela não?" é.. Ela não foi salva.




Supergirl retorna em 15 de Janeiro com o episódio 10 intitulado "Legion of Super-Heroes".

Post Bottom Ad

Pages