"Call Me By Your Name" pode ganhar sequência! - PREMIERE LINE

NEWS

Post Bottom Ad

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

"Call Me By Your Name" pode ganhar sequência!


O drama gay "Call Me By Your Name", desde de que estreou nos festivais de cinema em 2017, o diretor Luca Guadagnino afirmou que tinha planos para uma sequência, podendo transformar a historia até mesmo em uma franquia de cinco filmes.


Em uma recente entrevista ao Collider, Luca se demonstra confiante em dirigir um novo filme dos personagens.

“Eu acredito que vou acabar fazendo um ciclo de longas sobre esses personagens, porque eu simplesmente os amo muito. E eu acredito que as experiências de vidas dos dois estão disponíveis para muitas, muitas aventuras.” 


Escrito por James Ivory, baseado na obra homônima de André Aciman. É o terceiro e último ato da trilogia "Desire" de Guadagnino, seguido de I Am Love (2009) e A Bigger Splash (2015). 

Estrelado por Timothée Chalamet, Armie Hammer e Michael Stuhlbarg, teve sua primeira exibição no Festival de Cinema de Sundance em 22 de janeiro de 2017. Tendo como cenário o norte da Itália em 1983, Call Me by Your Name centra-se no romance entre Elio Perlman (Timothée Chalamet), um adolescente de 17 anos vivendo na Itália, e o assistente acadêmico Oliver (Armie Hammer), de origem americana.




O filme vinha sido desenvolvido desde 2007, quando os produtores Peter Spears e Howard Rosenman adquiriram os direitos de uma adaptação da obra de Aciman. James Ivory inicialmente iria co-dirigir o filme, porém acabou por trabalhar no roteiro e co-produção. Guadagnino, que atuou como consultor de locação, tornou-se diretor solo em 2016. O filme foi financiado através de uma variedade de fontes internacionais. A fotografia principal teve lugar em Crema, Itália em Maio e Junho de 2016. O diretor de fotografia Sayombhu Mukdeeprom rodou o filme em 35 mm.


O longa recebeu aclamação unânime, com elogios particulares à direção, screeplay, música e performances, além de ser considerado como um dos 10 melhores filmes do ano pelo National Board of Review e American Film Institute. Na 75ª edição da Premiação do Globo de Ouro, foi nomeado como Melhor Filme de Drama, Melhor Ator em Filme de Drama para Timothée Chalamet, e Melhor Ator Coadjuvante para Armie Hammer. Na 24ª edição da Premiação Screen Actors Guild, foi nomeado para Melhor Performance de Ator Principal para Chalamet.

Post Top Ad

Pages