Crítica | O Rei do Show - O injustiçado do Oscar - PREMIERE LINE

NEWS

Post Bottom Ad

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Crítica | O Rei do Show - O injustiçado do Oscar

Imagem relacionada

'O Rei do Show', remake do clássico musical dos anos 60, chegou um tanto humilde para a nova geração apresentando uma premissa bastante semelhante nos musicais épicos da Disney, seja em animações ou não. De início, o público não pareceu muito confiante com a premissa do filme, mesmo tendo um elenco de peso. Muito desse "preconceito", veio pelo filme ter sido produzido pela Fox e não pela Disney, mesmo a Disney sendo a líder no ramo de musicais, temos como exemplo "Os Miseráveis", que é outro épico musical do cinema que não tem a Disney como estúdio. Ambos protagonizados por Hugh Jackman 'O Rei do Show' tem potencial para superar 'Os Miseráveis' tanto em sua premissa, narrativa e trilha sonora representada por grandes vozes que são capazes de arrepiar até o maior hater de musicais do mundo.


NARRATIVA



Com um plot um tanto clichê nos filmes do gênero, 'O Rei do Show', se diferencia por não apenas falar sobre autoaceitação, preconceito e ir atrás dos sonhos, mas por mostrar como fazer isso, e desenvolver seus personagens e mostrar como evoluem com o tempo. Um ponto negativo nisso, é que o filme contém duas horas e alguns minutos e para contar uma história longa como o faz, o roteiro usa e abusa dos saltos temporais. Não que isso incomode bastante, mas perde bastante pontos em seu roteiro, por alguns saltos temporais cortarem e ignorarem muitas coisas que poderiam ser essenciais para a trama, além de acelerar bastante as coisas mostrando que o roteirista não se importa muito com os meios, mas está interessado em seu desfecho, e é aí onde ele de fato triunfa. Por mais que você imagine que muitas das coisas que irão acontecer em seguir você já deve ter visto em algum filme antes, o que salva o filme é a sua trilha e montagem de cena.



FOTOGRAFIA, MONTAGEM E FIGURINO



A fotografia tem a sua peculiaridade a parte, pois o filme apesar de um roteiro clichê, se não fosse sua fotografia e a sua magnifica montagem de cenas não se tornaria essa obra magnifica que é, além dos seus figurinos maravilhosos cheios de cores, e pode-se avaliar que o diretor teve bastante cuidado em pesquisar o figurino daquela época e assim adicionar cores á uma época na qual se vivia a sombra da guerra e dos problemas sociais.



TRILHA SONORA

Não há o que reclamar da trilha sonora, com letras sobre ir atrás dos seus sonhos, não seguir padrões, e acreditar em si mesmo, ela se consagra não só por seus vocais potentes, mas também pelos seus arranjos magníficos. Sem falar que ver a emoção dos personagens ao cantar cada canção é como se cantassem de todo o coração e felicidade por estarem ali.


ATUAÇÕES



De início temos Hugh Jackman novamente atuando em um musical, e de forma magnífica. É maravilhoso ver nos olhos dele o quanto ele ama o que faz e o quanto cantar é uma de suas paixões. Ele entrega um personagem que de fato é o rei do show, e que ali não é mais Hugh Jackman atuando, mas P.T. Barnum sendo o rei do show. Um destaque também para as atuações de Zac Efron que não foi apenas um riquinho mimado, mas entregou um papel maravilhoso além de cantar pouco ao decorrer do filme, e Zendaya que mostrou que não apenas atua e dança, mas também uma ótima equilibrista e malabarista, mostrando todos os seus dotes artísticos.




VEREDITO



Pode-se acreditar que uma das maiores injustiças do Oscar foi praticamente descartar 'O Rei do Show' apesar de ter sido um filme magnífico em seu gênero e entregando tudo no qual a academia buscava nos anos anteriores, no entanto, 'O Rei do Show' foi indicado apenas á melhor canção original por "This Is Me", uma canção emocionante e de arrepiar com sua letra sobre autoaceitação, além de sua interprete magnifica e o lindo coro de fundo. Entretanto, além dos problemas no qual encontramos em qualquer filme, 'O Rei do Show' não é apenas um musical, além de um estilo totalmente semelhante ás apresentações da Broadway, o filme também sabe desenvolver personagem, tem uma montagem incrível, ótima fotografia e atuações de tirar o fôlego, porém não valorizada além de tudo.

Post Top Ad

Pages