Mãe do dublê que morreu no set de The Walking Dead, compara a tragédia com o "encobrimentos" de assédios sexuais



Em conversa com o Deadline, Susan Bernecker, mãe de um dublê morto no set de filmagens de The Walking Dead, falou pela primeira vez sobre a tragédia e comparou o acidente com os "encobrimentos" de assédios sexuais da industria do entretenimento.


“Para mim, se você tira a palavra ‘sexual’ e coloca ‘de segurança’, é a mesma situação. É um paralelo na minha mente. Há o mesmo tipo de pressão, os mesmos riscos. As pessoas tem medo de falar sobre as condições terríveis que os dublês passam porque acham que não vão conseguir mais trabalho. Ninguém disse, por exemplo, que a produção demorou uma hora para levar o meu filho ao hospital. Eu ainda tenho muitas perguntas que eles nunca me responderam", desabafou Bernecker.


Nós chegamos á publicar o fato aqui, para ler sobre o ocorrido clique aqui.


Charles Zavaroski
Charles Zavaroski