CRÍTICA | Altered Carbon - Um futuro assustador e sem limitações morais - PREMIERE LINE

NEWS

Home Top Ad

Post Top Ad

5 de fevereiro de 2018

CRÍTICA | Altered Carbon - Um futuro assustador e sem limitações morais


Altered Carbon chegou.

A série que instigou a todos pelo seu trailer, usando a ideia de que a morte não era mais obrigatória, e sim uma coisa que pessoas com poder não conheciam; cenários coloridos e no estilo cyberpunk que Blade Runner 2049 já tinha produzido esse ano e que faz os olhos brilharem. Mas será que tudo isso conseguiu salvar Altered Carbon de ser algo só com potencial?

Sim, salvou.

Eu acho justo encher uma série que gostei de elogios, mesmo vendo diversas críticas sobre.

Altered Carbon estreou na Netflix na última Sexta, (02). A adaptação é dirigida por Laeta Kalogridis, e baseada no livro de mesmo nome escrito por Richard K. Morgan. A série conta a história de Takeshi Kovacs, um emissário altamente treinado em artes marciais e habilidades de combate, que no início teve que proteger sua irmã, matando o pai a sangue frio. Ele morre e é “reencapado” (termo bastante usado na série, as “capas” são os corpos novos que cada um recebe assim que morre) na pele de um ex-policial que encarava acusações de corrupção.


Antes que eu comece isso aqui, preciso te  explicar umas coisas:
O mundo de Altered Carbon é, de todas as formas, errado. Mas não errado num sentido que prejudique a série e sua qualidade, não. As pessoas tornaram o mundo errado. Existem neocristãos, elites de poder e quase tudo gira em torno da exploração sexual e de formas de tortura em realidade virtual. Chega a ser agonizante assistir certas partes por que o que acontece ali incomoda tanto que você tem aquela ânsia e pensa o quanto as pessoas podem ser más.
Outra coisa, os emissários. Kovacs era um e também um dos melhores guerreiros da resistência. A idéia dos emissários é que, o grande problema do mundo é a possibilidade de uma pessoa não morrer, e mudando isso os problemas, que são muitos e muito pesados, irão sumir. Quell, a mulher que comandava tudo, paixão de Kovacs e também a que ensinou a todos o que é ser um emissário, defende a idéia de que cada cartucho (a consciência) tenha o limite de idade máximo de 100 anos.

Kovacs viveu por esse ensinamento, até algo no QG dos emissários dar terrivelmente errado, e todos que ele conhece, mortos. Tak viu também a mulher que amava ser destruída no céu, e após algum tempo, ser morto.

Quell morreu por defender a morte, e Kovacs ficou desligado por 250 anos.


Ao ser acordado, as coisas tinham piorado. A violência sexual dominava Bay City e a violência no geral era recorrente. Takeshi foi ressuscitado para resolver o mistério da morte de um matusa, que são as pessoas mais velhas e mais poderosas da sociedade. Laurens Bancroft prometeu tudo a Kovacs, só era necessário descobrir quem era o assassino.
Bom, agora que você tem noção do que é a série, posso dar minha opinião.

Altered Carbon é uma série que poderia sim, ter sido melhor. Mas ela não decepciona pois entrega o que promete. Kovacs é um personagem interessante, e Joel Kinnaman deu extremamente certo com o personagem. Daí temos Elliot, que ajuda Kovacs em troca de que ele salve a vida dela. Elliot é ex militar e tem uma facilidade interessante com armas de fogo.


A rede de mentiras que Kovacs descobre, juntamente com a detetive Ortega, que é determinada a descobrir por que seu ex-namorado foi incriminado em um assassinato. Ortega é a típica detetive cabeça quente que quer chegar a verdade das coisas, mas ela também é frágil, e é isso que a torna tão interessante.
Os efeitos especiais da série chamam a atenção pelo mundo futurista e digital que Bay City é, carros voadores, neon piscando a todo o momento. O roteiro da série não é nenhuma obra prima da televisão, mas é bom. Ele conta com algumas reviravoltas interessantes e cumpre o que promete.


A série é boa, até inteligente e que prende quem quer que esteja vendo com um mundo artificil, colorido, e assustador, onde todos os limites que humanidade mantinha, foram descartados e somente quem tem dinheiro e poder vive bem, de um jeito muito pior do que esperamos.

Altered Carbon já está disponível e conta com 10 episódios de 50 minutos aproximadamente, e vale cada segundo desses que tu assistiu, a pena. Você irá se surpreender, torcer e ficar com muito nojo de certos personagens, mas vale a pena.


Post Bottom Ad

Pages