Everything Sucks! | Simples e cativante (crítica s/spoilers) - PREMIERE LINE

NEWS

Home Top Ad

Post Top Ad

21 de fevereiro de 2018

Everything Sucks! | Simples e cativante (crítica s/spoilers)


Cada vez mais a importância de se ter séries reais e que o público se identifique se tornou essencial nos dias de hoje. Claro que séries de dramas policiais, médicos ou mesmo de super-heróis vão sempre cair nas graças do público. Mas em algum momento queremos ver algo mais realista e que possamos nos ver dentro da tela e pensar "Isso é verdade!".

E vivemos num momento maravilhoso onde temos uma grande diversidade seja de cor ou gênero finalmente bem representada. Seja por atores ou seus personagens. Se em This Is Us é importante termos um personagem principal negro e outra acima do peso mas que possuem medos e sonhos como qualquer outra pessoa, mas que seja por seu peso ou sua cor encontra obstáculos impostos pela sociedade, pelo preconceito ou por pura ignorância. Trazer uma série onde os principais protagonistas são um menino negro e uma menina lésbica. 

É simplesmente maravilhoso. 


Everything Sucks é aquele tipo de série para toda a família assistir mas principalmente o público mais jovem. Não só pelo seu conteúdo, mas também pela beleza simplista de cada um dos personagens.

Uma bela citação na série resume bem essa temporada. "Todos nós queremos ser heróis da nossa história. Mas a verdade é que muitas vezes esquecemos que podemos ser vilões na história de alguém"


Toda a história gira em torno de um núcleo consideravelmente pequeno o que torna fácil se envolver com todo personagem mesmo aquele menos explorado, assim como também permite que haja um bom aproveitamento de suas histórias. Com apenas 10 episódios de 20 minutos cada. Eveything Sucks é redonda, sincera e bem executada. Toda fotografia e roteiro faz juz aos personagens não deixando nada a desejar.


A verdade é que não há algo negativo a se dizer de Everything Sucks. Ela não tenta ser mais do que é, mas há grande potencial em sua história futuramente (se renovada). Sua simplicidade comove e envolve nos fazendo ao final amar cada um dos personagens. 

Um grande destaque mais do que merecido vai para a personagem de Kate interpretada pela atriz Peyton Kennedy. Não só conseguiram fazer uma personagem passível de erros mas disposta a acertar, abraçando sua verdadeira identidade. Seu amadurecimento e aceitação é natural e bem resolvida.


Everything Sucks é uma bela estreia e indispensável se você procura algo leve, engraçado e com a quantidade certa de drama.

Post Bottom Ad

Pages