Kesha fala sobre sua apresentação no Grammy 2018 apoiando o empoderamento feminino

A apresentação de Kesha no Grammy Awards 2018 foi, sem dúvida nenhuma, uma das mais emocionantes da noite. A cantora apresentou a canção "Praying", faixa extremamente pessoal escrita por ela e que fala sobre os momentos difíceis que enfrentou em sua vida e carreira nos últimos anos. Se juntou a ela no palco Cyndi Lauper, Camila Cabello, Andra Day, Bebe Rexha e Julia Michaels, todas incumbidas de representar o movimento Time's Up na premiação, protestando contra o abuso sexual e apoiando o empoderamento feminino.
Após a cerimônia de entrega de prêmios uma fala do presidente da Academia dizendo que a falta de reconhecimento do trabalho das mulheres na edição desse Grammy se dava por uma ausência de materiais consistentes, afirmando que as mulheres precisavam "dar um passo a frente", muitas artistas se manifestaram criticando a postura de Neil e ele acabou pedindo desculpas (saiba mais). No meio disso tudo, Kesha ainda não havia se pronunciado a respeito da situação, mas finalmente a cantora utilizou seu Twitter para falar sobre o assunto. Confira o que ela disse:

"Mulheres empoderando mulheres é muito mais bonito do que brigando entre si. Isso é parte do patriarcado que deve acabar. Há espaço para todas as mulheres serem bem sucedidas, e ainda se ajudarem e se apoiarem ao mesmo tempo", sobre sua apresentação ela comentou: "Mudou minha vida. Eu me sinto muito sortuda e abençoada por ter sido levantada, tão desinteressadamente, por essas mulheres insanamente talentosas, que mereciam performances solos. (e Camila Cabello estava fazendo um discurso sobre igualidade e direito dos sonhadores enquanto essa foto acontecia, o que eu apoio muito, mas sentimos sua falta, garota)."
Mariana Camargos
Mariana Camargos