Review | Metal Gear Survive - Existe vida após "Big Boss"? - PREMIERE LINE

NEWS

Home Top Ad

Post Top Ad

1 de março de 2018

Review | Metal Gear Survive - Existe vida após "Big Boss"?


Quando foi anunciado, Metal Gear Survive teve uma repercussão muito negativa. Após o enorme sucesso de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain e a saída de Hideo Kojima, a Konami surpreendeu a todos os fãs da série com um jogo de Metal Gear com uma mistura de sobrevivência e "andarilhos". Obviamente, a Internet não perdoou e o futuro de uma das maiores franquias dos games foi colocado em "questão". Conseguiria Metal Gear alçar voos sem seu icônico personagem e seu principal produtor?



Metal Gear Survive se passa entre Metal Gear Solid V: Ground Zeroes e Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, quando uma força conhecida como XOF ataca de surpresa a Mother Base, forçando Big Boss e Kazuhira Miller a deixarem o local. Logo em seguida, um buraco de minhoca abre acima da base, absorvendo tudo e enviando para uma distorção de espaço - tempo. E esse mundo é chamado de Dite.



Em Dite, você conhece Reeve, um membro da XOF e que também foi sugado pelo buraco da minhoca. Rapidamente, ele não vê muita alternativa a não ser se juntar com seu personagem para tentar voltar pra casa. A partir daí, começa sua jornada para sobreviver a esse mundo apocalíptico.

A introdução do jogo, assim como em Phantom Pain, me despertou bastante interesse e estava começando a pensar se Survive poderia me surpreender positivamente. A criação de um protagonista também me deixou animado! Não pela customização (que por sinal é bem pobre e limitada), mas sim, por poder jogar uma campanha de Metal Gear com seu próprio personagem.


No início, a jogabilidade dá a impressão de ser um pouco confusa e isso é muito culpa do Tutorial, que te enche de informações no começo do game. Mas depois da primeira hora de jogo, você acaba se adaptando. E esse é um ponto positivo do game. Controlar o personagem, momentos de Stealth ou atirar (seja com armas ou até mesmo arco e flecha) é prazeroso!



Metal Gear Survive conta com elementos de muitos games que eu joguei anteriormente como Fallout 4 ou This War of Mine. Recursos precisam ser adquiridos para construir novas prédios, reforçar sua base, melhorar suas armas e etc. O principal recurso do jogo se chama Kuban, uma tipo de energia que você encontra ao eliminar Andarilhos e é usado para tudo que existe de recurso no jogo. 

Comida e água também são extremamente necessárias. Com certeza, esse é o maior desafio do jogo. Não basta ir até um ponto X e concluir a missão. É preciso "cuidar" do seu personagem e dos NPCs que surgem durante o jogo. As barras de Vida e Vigor do seu protagonista são determinadas de acordo com sua fome e sede, respectivamente. Se seu personagem estiver com fome, sua barra de Vida não terá o status máximo e se a fome chegar a zero, sua Vida cairá drasticamente. Caso similar acontece com a sede. Quanto mais sede tem seu personagem, menos Vigor ele terá e sendo assim, ficará cansado mais rápido ao correr. Se sua sede chegar a zero, GAME OVER!



Nos momentos de exploração, é preciso entrar nas "Cinzas", um lugar com pouca visibilidade, muitos andarilhos ao seu redor e extremamente tóxica! É necessário uma máscara de oxigênio (adquirida no começo do jogo) para poder entrar nas Cinzas, ou sua vida será drenada rapidamente. São nas Cinzas que estão os melhores recursos e você vai passar 90% do jogo dentro delas.



Mas Survive tem problemas que incomodam bastante. A limitadíssima variedade de missões torna o jogo chato. Resgatar um refém, caçar animais, escavar energia Kuban, fazer missões de extração, defender uma base ou transportador tornam o game monótono depois de algumas horas.

Fiquei muito frustado com o baixo desafio do jogo. Os "Andarilhos" são extremamente fácies de matar ou até mesmo, despistar caso você tenha sido detectado. Por incrível que pareça, sua maior dificuldade no game será manter seu protagonista sempre hidratado e alimentado. E falando nele, é angustiante ver seu personagem totalmente "mudo". Várias cutscenes durante o jogo e o protagonista, que é chamado de "Capitão" por outros personagens, não fala uma palavra sequer. Cabe a Reeve ter que ser seu porta - voz.





Conclusão

Metal Gear Survive é um jogo mediano. Está longe de ser um jogo terrível como muitos esperavam. Não espere um enredo fantástico como a série costuma entregar. Survive tem um bom início e uma jogabilidade agradável, mas o baixo desafio e a pouca variedade de missões tornam o jogo cansativo ao longo das 30 horas de campanha. A mesmice continua no modo online pouco acrescenta ao jogo. Talvez o maior defeito de Survive seja carregar o pesado nome Metal Gear com ele.

Existe vida após Big Boss

Por enquanto, não.

NOTA: 5,5 / 10


Post Bottom Ad

Pages