Michael Caine afirma que não trabalhará mais com Woody Allen, após filha do diretor o denunciar por estupro - PREMIERE LINE

NEWS

segunda-feira, 12 de março de 2018

Michael Caine afirma que não trabalhará mais com Woody Allen, após filha do diretor o denunciar por estupro


Durante uma entrevista ao The Guardian, o ator Michael Caine se posicionou em relação a acusação de estrupo e pedofilia que o diretor Woody Allen sofreu pela própria filha. 

Caine que trabalhou com o cineasta em "Hannah e Suas Irmãs", em 1986, revelou ao site, que nunca mais irá trabalhar com Allen.

"Estou muito atordoado. Sou patrono do NSPCC [Sociedade Nacional para Prevenção a Crueldade contra Crianças] e tenho opiniões muito fortes sobre a pedofilia. Não consigo aceitar isso, porque amei Woody e tive um tempo maravilhoso com ele. Até lhe apresentei a Mia [Farrow]. Não me arrependo de trabalhar com ele, o que fiz com total inocência; mas eu não trabalharia com ele novamente" 

Vários artistas estão boicotando o diretor após sua filha publicar uma carta aberta dizendo ter sido estuprada pelo pai, quando tinha apenas sete anos de idade.

Pages