Riverdale | Decisões maduras e boas reviravoltas marcam o 14° episódio


Não é mais novidade que os planos de Lodge são grandes e pouco conhecidos ao público e a seus personagens. E de forma lenta, mas sem enrolar,  a série tem conseguido entregar a cada episódio o que está prestes a acontecer na cidade quando se ver no total controle de Hiram.

Já falei aqui o quão interessante será quando finalmente tudo vier a tona e como a cidade irá reagir e se dividir. O episódio só foi uma prova rápida do que podemos esperar pela frente. 


Apesar da necessidade de Jughead de correr atrás da verdade e de ir a fundo nas conspirações, fica cada vez mais inevitável o quão certo suas suspeitas podem estar corretas. Claro que, foi preciso algo mais importante que um "bando de trailers" serem comprados para despertar essa desconfiança. Mas com o único jornal da cidade pertencendo a família Lodge fica quase impossível negar que Hiram está buscando controle e poder sobre tudo e todos da cidade.

Foi quase um alívio ver nossos quatro personagens principais diante de tantas reviravoltas e descobertas agindo de forma extremamente madura mas ainda assim, inexperiente. O que prova que mesmo diante de discordâncias no final todos irão se unir e permanecer juntos.


Mas infelizmente nem tudo são flores e como Jughead mesmo disse:
"É como se estivéssemos em um barril de pólvora. Só precisa de um fósforo para explodirmos"

A mais pura verdade!


Outro ponto positivo foi que o episódio não focou apenas nos quatro, mas também desenvolveu outros personagens, adicionando camadas e mais chances de crescimento no futuro. 
Será que teremos um novo casal com Cheryl e Toni ou só ficará na amizade. De uma forma ou de outra, a dupla é uma adição incrível a história.


Mas novamente precisamos voltar ao "elefante no meio da sala". Na coceira insistente na ponta do nariz. Chic. Quem é Chic? Ele realmente é irmão de Betty? E quando tempo mais Betty vai demorar pra perceber que foi um grande erro traze-lo para sua casa?

Com um cadáver e um perfil stalker fica quase impossível não ver a furada em que ela se meteu.


O episódio não poderia ter retornado de forma melhor. De repente pode-se até sentir uma certa vontade de respirar aliviado. Riverdale pode estar entrando no rumo. Se apenas se permitir explorar seus pontos fortes.
Juliana Xavier
Juliana Xavier