Verdade ou Desafio - Um filme clichê que pode até divertir, ou matar... de tédio - PREMIERE LINE

NEWS

Post Bottom Ad

13 de maio de 2018

Verdade ou Desafio - Um filme clichê que pode até divertir, ou matar... de tédio


 Desde que foi lançado em 1997, Pânico, do diretor Wes Craven, consagrou o cinema do terror ao trazer novos olhares para uma trama já saturada de assassinos correndo atrás de adolescentes para mata-los. Depois nos tivemos A Bruxa de Blair, que novamente fez o inimaginável ao “criar” o famoso Found-footage (quando o filme é visto através das lentes de alguém). E no inicio dos anos 2000, Premonição chegou para, por uma terceira vez, com uma trama inovadora. Mas depois disso, ficamos órfãos de bons filmes de terror, até chegar a Bloumhouse Productions, trazendo grandes nomes e fazendo todos ficarem arrepiados dentro das salas escuras. Lançando grandes sucessos de bilheteria como Atividade Paranormal e Sobrenatural, a empresa lança mais um filme de terror adolescente, que tenta se distanciar dos outros, mas acaba por pecar da mesma forma.
 Verdade ou desafio conta a historia de seis amigos que vão passar as férias no México, em seu ultimo dia, Olivia, conhece um estranho e a garota e seus amigos decidem ir com ele até um lugar abandonado, aonde depois de muita bebedeira eles acabam jogando verdade ou desafio. Mas o que eles não sabiam é que esse jogo poderia acabar com a vida deles, agora ela e seus amigos tem que jogar o jogo ate acharem uma forma de dar um fim a tudo isso. O rumo que Truth ou Dare (no original) leva já é bem conhecido pelo público, aonde um a um vai morrendo aos poucos, aonde apenas a protagonista ficar viva. Mas a grande sacada do filme é como isso vai acontecendo, você não consegue chutar quem será o próximo e nem imaginar quando será sua vez.



O diretor Jeff Wadlow, consegue criar bons momentos de tensão no filme e a forma em que, quando chega a hora de algum personagem jogar, ele é controlado pelo demônio, ele tem o rosto mudado e fica com uma voz demoníaca, chega a ser uma boa sacada que pega você dê surpresa, já que o filme não apela para os famosos Jump scares, para assustar. Porém ele erra ao tirar seus personagens do filme sem mais nem menos com mortes pouco criativas e que acabam não afetando os personagens de forma alguma. O que também pode se dar devido as fracas atuações dos atores pouco conhecidos pelo público, tirando Lucy Hale e Tyler Posey, das já finalizadas Pretty Little Liars e Teen Wolf, e Violett Beane, os três salvam o filme de correr para o esquecível.


Mas se tem uma coisa que Verdade ou Desafio consegue fazer é uma boa trama cheia de plot twists que ninguém conseguiria imagina. Jeff Wadlow, diretor de Cry Wolf – O Jogo da Mentira, tem tempo o suficiente para desenvolver os problemas de todos os personagens, mas fica com maior foco na mais fraca delas. Para compensar isso, ele faz com que uma história clichê e saturada, que caminha para um final sem saída, acabe por impressionar com tamanha genialidade, com um final tenso e surpreendente, que até deixa uma brecha para uma sequência.

 Verdade ou Desafio não é um filme no todo ruim, ele consegue usar a sua história da forma certa para um final, digamos, digno, mas erra ao não desenvolver os personagens corretamente e deixar o filme raso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Pages