Crítica | Fahrenheit 451 - Um futuro distópico próximo da realidade - PREMIERE LINE

NEWS

Home Top Ad

Post Top Ad

3 de junho de 2018

Crítica | Fahrenheit 451 - Um futuro distópico próximo da realidade


No dia 19 de maio foi lançada a mais nova produção protagonizada por Michael B. Jordan e Michael Shannon. Produzida e exibida exclusivamente para a rede de canais HBO.

O filme se trata de um adaptação, tanto do romance escrito por Ray Bradbury, como do filme de 1966 de mesmo nome. A sua trama envolve um futuro distópico onde qualquer forma de literatura é censurada e destruída por um governo totalitário, Montag, um bombeiro com a missão de queimar toda e qualquer forma de literatura, se vê confuso entre seu dever e o que de fato deseja fazer. Além de ser um crítica fervorosa a nova geração que assiste mais do que lê, ela também trás o caos (de forma bastante real até) de como seria o mundo se nós fosse privada a literatura.

Como adaptação, Fahrenheit 451 cumpre seu objetivo, pois adapta com perfeição tanto o livro como o filme de 66, claro, reformulando para a realidade em que vivemos. Toda a construção narrativa parece demonstrar mais as consequências do futuro do que caminhar com uma história até o seu desfecho.

As atuações têm seus altos e baixos, apesar de termos dois gênios do cinema (Michael B. Jordan e Michael Shannon). Os efeitos gráficos do longa tornam toda aquela atmosfera mais tensa e distópica, bastante semelhante à série antologica Black Mirror da Netflix, em alguns momentos até se assemelhando á um episódio da mesma.

Em termos narrativos o longa não parece deixar claro (ou não se interessa) qual o seu início, meio e fim. Desenvolve seus personagens principais e apresenta as sua motivações, no entanto, não surpreende em seu desfecho, tornando toda a trama previsível, os acréscimos na trama são usados nitidamente para causar um efeito chocante no espectador, apesar do filme ser bastante rico em seu conteúdo enciclopédico, trazendo citações de clássicos da literatura. Entretanto, o longa traz o que promete e nada mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Pages