Fear The Walking Dead | Ninguém morre até que tenha morrido (Mid Season Crítica c/ spoilers) - PREMIERE LINE

NEWS

Home Top Ad

Post Top Ad

14 de junho de 2018

Fear The Walking Dead | Ninguém morre até que tenha morrido (Mid Season Crítica c/ spoilers)

Com apenas 8 episódios na sua primeira parte da 4° temporada, FearTWD consegue superar sua temporada anterior sem qualquer dificuldade ou grandes erros.

Muito se questionou sobre a saída de Morgan de TWD e sua migração para Fear. A verdade é que nas últimas temporadas ele vinha sendo tachado como um personagem "chato". Mas para ser bem justa, TWD não soube aproveitar o personagem que tinha em mãos. 

Morgan pode ser conhecido para nós fãs que o acompanhava desde TWD, mas para Fear ele chega como um novo personagem, envolvido em uma nova situação e com novos obstáculos pelo caminho. A fórmula para isso dar certo com certeza foi o foco dado aos novos personagens nessa primeira parte. 
Não adianta você querer adicionar novos personagens e não saber desenvolvê-los. Focar apenas nos principais, resulta em menor importância dos personagens novos. Felizmente FearTWD não se perdeu, e soube aproveitar cada minuto em tela de todos os sobreviventes.

O papel de Morgan sem sombra de dúvidas, foi a cola para unir os dois mundos e começar algo novo
Um dos pontos altos do episódio foi seu diálogo com Alicia:
"Uma pessoa me falou que eu encontraria pessoas, mas eu não acreditei. Eu não quis acreditar. Então eu fugi. Cruzei metade do país para provar que ele estava errado. Aqui estou eu, entre a sua arma e alguém que acabei de conhecer. As coisas podem mudar. Mudaram para mim e podem mudar para você". 
 
Os núcleos propostos nessa primeira parte funcionaram de forma coesa e sem dificultar o entendimento do público nas idas e voltas entre o passado e presente. Do primeiro episódio ao oitavo tivemos um inicio meio e fim. Claro, que nem tudo foi dito ou mostrado, mas se torna irrelevante diante da excelente execução. 


Finalmente tivemos a resposta para a tão temida pergunta: Onde está Madison? 

Infelizmente ao que tudo indica, ela está morta! Uma morte digna, mas dolorosa para nós. Uma morte corajosa de todas as formas e bem pensada por parte dos produtores. Com a morte de  Madison está mais do que confirmado que a "coroa" de liderança será passada para Alicia. Não espero que ela seja uma líder como a mãe ou como Rick, mas ela terá uma grande destaque no futuro sem sombra de dúvidas. 
Para aqueles com esperança sobre alguma possibilidade de Madison estar viva, podem se apegar a uma de suas últimas falas: 
"Ninguém morre até que tenha morrido".

No final, para Madison, tudo se tratou não de achar um lugar seguro ou lutar pelo estádio em si, mas sim preservar a humanidade. O estádio era um símbolo, uma esperança para recuperar o senso de comunidade e civilização. O mundo lá fora pode endurecer alguém mas isso não significa que suas ações precisam ser extremas a todo momento.
Ela sabia o que precisava ser feito, mas esperava também que um dia seus filhos não precisassem seguir esse caminho. E pensar isso, e desejar isso tão cedo (apenas na 4° temporada) mostra que os produtores querem seguir um caminho diferente. Assim espero, mas é muito cedo para tirar conclusões.


Definitivamente foi um episódio emocionante. Com uma sensação de encerramento. Mas que com certeza trará novos obstáculos para nosso novo grupo. Se haverá uma nova ameaça ou se os abutres voltarão
(provável que não) é uma incógnita. Mas de uma coisa é certo, os mortos não descansam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Pages