Supergirl | 3° Temporada - Com altos e baixos a série entrega sua melhor vilã (c/spoilers) - PREMIERE LINE

NEWS

Home Top Ad

Post Top Ad

1 de julho de 2018

Supergirl | 3° Temporada - Com altos e baixos a série entrega sua melhor vilã (c/spoilers)


A terceira temporada de Supergirl pareceu se estender mais do que seus anos anteriores, o que pode ser resultado de mais de um hiatus na temporada e também da quantidade de informações imposta.

O começo da temporada definitivamente foi uma das melhores. Consistente, coesa e com uma ótima construção de personagens. Tivemos nesse ano um dos melhores vilões e trama até então. Reign e seus seguidores foram muito bem explorados e tiveram um espaço generoso ao longo da season.


Houveram muitas mudanças, muitas saídas e um novo elenco na série esse ano. O que trouxe em um ponto alguma instabilidade para a série. Não deixando-a ruim, apenas por diversas vezes perdida na quantidade de acontecimentos que tentava apresentar.

Sam/Reign foi o ponto mais alto dessa temporada. Com um desenvolvimento merecido e em pé de igualdade com nossa heroína. A antagonista da vez não nos fez odiar, mas torcer por sua sobrevivência. O que foi de suma importância para a sensibilidade do público. Quando se cria um vilão desde sua origem, podemos nos ligar e ter uma conexão melhor com ela. Entender seus motivos e nos importar com sua iminente derrota. 


O desfecho de Reign foi satisfatório apesar de pecar no roteiro e em sua execução. As lutas por muitas vezes deixaram a desejar ou duravam pouco, o que prejudicava a ação.


Os legionários poderiam ter sido melhores explorados, o que foi uma pena. Por que o potencial era enorme. Confesso que quando Mon-el voltou eu torci por um final feliz para Kara. Mas com sua saída (indefinida) da série fiquei aliviada por não insistirem no romance. Não era mais o tempo deles. E considerando tudo que aconteceu nesse ano, o romance entre os dois se tornou inviável e fora de contexto. 


A saída de Winn não foi uma surpresa. O personagem ficou extremamente apagado e sem espaço nessa temporada. Em seu lugar iremos ficar com Brainiac, um personagem que mereceu um lugar no elenco fixo, apesar das poucas aparições. Ao menos a saída de Winn não foi em vão ou sem sentido como a de Cat. Com uma cajadada só a série tirou dois personagens e não pecou no motivo.


Bom ver uma personagem tão sensível e completa como Alex tendo uma valorização maior na série. Merecidíssimo sua promoção como chef do D.E.O. Que na 4° temporada ela realize seu sonho de ser mãe. E quem sabe encontre ou reencontre um amor.

Adorei o desfecho de Hank. O marciano está cada vez mais humano e isso é uma ótima referência direta dos quadrinhos.  Quando ele colocou o chapéu e saiu no meio da multidão foi um presente para os fãs. 


Em resumo. Supergirl entrega uma temporada melhor do que a segunda, mas com falhas no roteiro que quase prejudicaram o ritmo da série. O quarto ano é mais do que bem vindo e quem sabe veremos a volta do Superman que só fez uma pontinha na segunda temporada, mas que já deixou saudades.


Definitivamente vão ter que ser cuidadosos quanto o próximo vilão. Com uma vilã tão boa quanto Reign fica difícil superar. 


 Ansiosos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Pages