Crítica | A Freira - Quem disse que na casa do Senhor não existe Satanás? - PREMIERE LINE

NEWS

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Crítica | A Freira - Quem disse que na casa do Senhor não existe Satanás?


A Freira é um filme que faz parte do universo de Invocação do Mal, criada por James Wan em 2013 mas a personagem em questão só fez sua aparição no segundo filme, tendo feito um sucesso muito grande com o público era claro que voltaria, sendo assim o spin off (filme derivado de uma franquia) foi confirmado.

O filme nos joga anos antes dos acontecimentos do Invocação do Mal 2, em uma pequena cidade da Romênia onde uma freira comete suicídio. O padre Burke (Demián Bichir) é chamado ao Vaticano para investigar as causas de tal ato e para isso recebe o auxílio da noviça Irene (Taissa Farmiga) e do homem que achou o corpo da freira, o camponês Frenchie (Jonas Bloquet).

A trama se passa 96% na igreja e com os 3 personagens o que facilita ao espectador criar uma relação com eles, o que para mim é um problema comum em filmes de terror ou seja, ponto positivo.
Se por um lado é bom termos personagens com quem nos importamos, por outro é ruim que um deles seja apenas o alívio cômico do filme, coisa que convenhamos, não existia em outros filmes da franquia.

A trama consegue prender seu público no começo com a história sendo bem contada, mas o abuso de jump scare faz com que os sustos sejam previsíveis. É só a câmera desfocar um pouco e na volta tá lá. Inclusive a fotografia aqui é bem simples, tudo muito básico assim como toda a estética do filme.

Nossa musa principal não tarda a aparecer não, deixando bem clara a sua ameaça tendo como alvo preferido a irmã Irene. Porém as inúmeras aparições tiram um pouco do poder de assustar que ela poderia ter no embate final.

O filme se mostra bem diferente do resto da franquia, seja Invocação do Mal, seja Annabelle em questões bem pontuais como o humor (já citado) e sua transição dentro do próprio gênero do terror uma hora parecendo um filme de possessão e em outro momento um filme de monstro fantasioso.

As respostas dadas no filme são insuficientes para justificar o hype dos fãs, porém não é de todo ruim fazendo com que as pessoas mais apegadas a franquia o considerem uma diversão e não uma ofensa.

O filme foi dirigido por Corin Hardy e estreia dia 06 de setembro nos cinemas.

NOTA: 2.5/5*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages