Experiência e inovação, a Kabum é o Brasil no mundial ! - PREMIERE LINE

NEWS

sábado, 22 de setembro de 2018

Experiência e inovação, a Kabum é o Brasil no mundial !



O E-sports vem tomando tamanho de esporte de "verdade" e ganhando respeito, olhares e investimentos que antes eram inimagináveis. O campeonato brasileiro do jogo Legue Of Legends, o MOBA mais jogado no Brasil atualmente, durou entre o início de janeiro e início de setembro, consagrando assim a equipe da Kabum-sports como campeã invicta consecutiva (primeira equipe a conseguir essa conquista) faturando ainda a bolada de 70 mil (maior premiação recebida por um campeonato de Legue Of Legends no Brasil), além disso, a Kabum irá representar o Brasil no mundial que será realizado dia 1º de outubro na Coréia do Sul que reunirá as melhores equipes de Legue Of Legends do mundo.

Daremos um passo adiante ou pararemos no mesmo lugar ?
A line-up da equipe campeã do CBLOL conta com a mesma base da conquista da 1º e 2ª etapa do campeonato, aspecto esse que fortalece a confiança dos torcedores brasileiros que sonham em um tão esperado resultado mais positivo do que os anteriores. A equipe que é formada por: Lucas "Zantins", Filipe "Ranger", Matheus "Dynquedo", Alexandre "Titan", Marcelo "Riyev" e na reserva Willyan "Wos". Esses 6 foram responsáveis pela conquista inédita do CBLOL consecutivo (fato esse nunca feito antes), o que gera expectativa para torcida canarinha que espera que a bagagem e o fato de terem disputado dois campeonatos internacionais (MSI e Rift Rivals) no mesmo ano, faça com que o time se sinta mais seguro e preparado para os adversários de altíssimo nível.

Para o campeonato mundial, a Kabum decidiu fazer um bootcamp (É uma espécie de treinamento especializado em um local que forneça as condições necessárias de preparo para determinadas competições), que patrocinada pela Gillette, forneceu à eles uma experiência de tornar cada vez mais esse sonho possível, pois, o alto nível da competição demanda de um alto nível de treinamento, estudos e compreensão das táticas, modos e estilos de cada possível adversário.

Contudo, por mais que a expectativa seja alta, o retrospecto do Brasil em competições internacionais é bem abaixo do esperado. Em 2014, a própria Kabum, que foi a primeira representante, sorriu apenas uma vez no campeonato, com uma vitória, finalizando a competição em último lugar. Em 2015, 2016 e 2017, com pain, intz e team one, respectivamente, o desempenho não fugiu dos trilhos da Kabum de 2014.

A pergunta que fica é, será que com essas conquistas em um ano glorioso da Kabum, a experiência conquistada nos torneios, os títulos, o talento de uma jovem promessa, a destreza de um mid laner que só evoluí e um time com táticas e definições de jogo consistentes, iremos conseguir chegar a uma melhor colocação de respeito ou amargaremos novamente uma posição inferior, na qual, já atribuem os times brasileiros nesse tipo de competição?

Escrito por: Renato Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages