FIFA 19 ou FIFA 18 2.0? Comunidade critica a similaridade de FIFA 19 com o 18, entenda - PREMIERE LINE

NEWS

Post Bottom Ad

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

FIFA 19 ou FIFA 18 2.0? Comunidade critica a similaridade de FIFA 19 com o 18, entenda



Um dos lançamentos mais aguardados do ano, sem dúvidas, é o de FIFA 19, um simulador de futebol feito pela EA Sports. Porém, com o passar dos anos, o game vem perdendo um pouco da sua força comparado ao concorrente, Pro Evolution Soccer (PES), visto que, as melhorias com o passar de cada ano e lançamento de cada jogo, não são efetivas e muitas das vezes não agradam a comunidade. Fiéis ao game, a comunidade do FIFA é gigante e clama por melhorias no jogo e nos modos dentro dele. 

Abaixo citamos alguns aspectos que foram adicionados ao mais novo game da franquia e também algumas reclamações mais recorrentes da comunidade que aparentemente não surtiram efeito para os desenvolvedores do game.

Novidades do novo game da franquia:

  • Destaque maior para mais ligas licenciadas, com foco nas maiores da Europa ( A Champions e a Europa League). Chegam para dar um toque à mais no jogo, com placares, patchs e troféus novos.


  • Mudanças dentro do jogo: Correções de fintas e dribles que foram pedidos por estar robótico demais, destaque para o fake shot, que nada mais é do que o jogador fingir que vai chutar e faz a finta. Além disso, adicionaram uma maior precisão e dificuldade para acertar chutes em cheio, comemorações e interações novas e uma qualidade maior nas divididas entre os jogadores.


  • Outra mudança bem nítida, que talvez modifique o modo de jogar, são os novos modelos de elaboração de tática que podem ser editados antes e mudados no meio da partida com comandos que deixam o jogo mais dinâmico.


  • Aspecto não tão relevante, porém, bacana de ser comentado, é que terão mais de 100 horas de narração com os mesmos narradores de sempre, Thiago Leifert e Caio Ribeiro, trazendo cada vez mais proximidade com a realidade e a sensação de estar em um jogo de verdade.


  • Trilha sonora nova e atualizada que por muitos é um pouco indiferente, já que, muitos jogadores jogam ouvindo músicas e etc, deixando as trilhas dos menus um pouco inúteis.


Críticas da comunidade:

  • A similaridade do Modo Carreira e a falta de carinho com esse modo de jogo. O modo carreira do FIFA 19, parece literalmente um "CTRL C+ CTRL V" do FIFA 18. Houveram milhares de especulações sobre melhorias e novidades sobre o modo carreira do novo jogo, porém, nenhuma das novidades que eram aguardadas foram realmente concretizadas, levando os jogadores desse modo a uma profunda insatisfação.



  • O modo no qual gera mais receita para EA, mais até do que das vendas do próprio jogo, é o Ultimate Team, que é um dos mais criticados pela comunidade, visto que, os pacotes desse modo (são pacotes que contém inúmeros jogadores com diferentes potenciais que ajudam a melhorar seu time) mantiveram seu alto custo na moeda da vida real, em contraponto ao baixo nível das cartas, ou seja, um jogador assíduo do FIFA, que investe altíssimas quantias nesse modo, não quer dizer que terá um grande time, infelizmente a EA trava essa possibilidade, frustrando cada vez mais os jogadores do UT.


  • O Ultimate Team depende dos serviços online da EA, que por muitas das vezes não é bom, o que faz com que as partidas tenham quedas frequentes, principalmente nas Weekends Leagues, problema esse que aparentemente não foi alterado.


  • O tão odiado e temido Handicap ainda prevalece, esse problema que já é frequente do jogo ainda está presente nessa versão, o que irrita milhares de jogadores que jogam online. Esse problema que nada mais é do que o favorecimento ao time mais fraco por parte do jogo, deixa jogadores mais experientes e com times melhores com poucas chances de vitórias, contrariando as expectativas.


  • Além disso, outro fator é o altíssimo preço do jogo, que vem em sua versão mais barata custando 240,00 reais, chegando à preços de 299,00 e 340,00 reais. A fraca mudança com relação ao último jogo e a permanência desses erros, faz com que os jogadores repensem antes de efetuar a compra do jogo. E claro que valores tão altos como esse não estão de acordo com a carteira do consumidor brasileiro.


Então, será mesmo que o jogo vale a pena? Será que a EA manterá os mesmos erros do passado? Será que a empresa só está visando melhorias no que favorece o lucro para ela, esquecendo assim a essência e raiz do jogo? Essas perguntas poderão ser respondidas com mais clareza a partir do dia 28 de setembro, data em que o jogo será lançado oficialmente.

Escrito por: Renato Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Pages