Capcom deseja lançar ao menos três grandes jogos por ano, veja os números por plataforma - PREMIERE LINE

NEWS

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Capcom deseja lançar ao menos três grandes jogos por ano, veja os números por plataforma


Na ultima sexta-feira a Capcom liberou seu relatório anual para investidores. Nele existem várias informações do que a companhia deseja fazer nós próximos anos.

Segundo as informações do relatório, a Capcom especula que o mercado irá crescer  para 36,6 bilhões de dólares em 2022, o que seria um acréscimo de 49% em relação a 2017. O crescimento se deve  á base dos consoles da atual geração e o lançamento do Nintendo Switch. As vendas físicas permanecem estáveis, enquanto as digitais crescem bastante.

A tabela abaixo mostra as cópias enviadas as lojas por plataforma e ano fiscal. SKU significa que a produtora ofereceu aquela quantidade de jogos por naquele ano, enquanto o sub total é o número de vendas por milhares. Por exemplo, no ano  fiscal de 2017, a Capcom lançou 16 jogos para PS4, vendendo Seis Milhões e Duzentos Mil unidades. Em 2018, foram 14 jogos com o total de Oito Milhões Duzentos e Cinquenta Mil.




A primeira parte da estrategia é lançar propriedades intelectuais já estabelecidas anualmente, como Resident Evil, Street Fighter e Monster Hunter. Dentro da Capcom há um estudo para entender o que levou ao sucesso de Monster Hunter World para levar a outros jogos também. A companhia também espera aumentar o número de funcionários para Dois Mil e Quinhentos até 2021, contratando mais mulheres e estrangeiros.
O CEO da companhia Kenzo Tsujimoto diz que em relação ao lançamento dos jogos, a intenção é de lançar ao menos três grandes games por ano. Tsujimoto acredita que games hoje são um item de luxo e que é necessário haver um compromisso com a qualidade. Outro aspecto comentado foi o do avanço tecnológico que ele acredita ser crucial para criação de grandes jogos.

Por fim, a Capcom espera maximizar os lucros das suas séries atuais e trabalhar nas que estão fora dos holofotes. A desenvolvedora japonesa também entende que a criação de novas propriedades intelectuais é indispensável para o crescimento a médio e longo prazo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages