REVIEW | New Amsterdam - Tente não perder o fôlego - PREMIERE LINE

NEWS

terça-feira, 23 de outubro de 2018

REVIEW | New Amsterdam - Tente não perder o fôlego


Posso contar no dedo quantas séries de "drama médico" foram lançadas recentemente e que realmente são boas. É um gênero que possui infinitas possibilidades mas que se mal construída pode acabar sendo mais do mesmo.
 

New Amsterdam chega como um sopro de esperança. Já no começo ela mostra que será diferente ao se apresentar sendo um hospital público, com uma escola Universitária e também, com uma ala presidiária. Temos a princípio quatro núcleos. Que mesmo que funcionem a parte, convergem pelas ações de Max, o novo diretor do DAM.

O novo diretor chega trazendo mudanças e a promessa de uma medicina altruísta e mais humana. O personagem pode irritar no começo pela frase que sai de sua boca a todo momento: "Como posso ajudar?". 


Nos primeiros dois episódios é só o que ele fala. Mas se você não se incomodar e olhar além disso, vai enxergar Max como um ser humano otimista e que realmente acredita nas mudanças que propõe. Ele está em toda parte e em certo ponto, chega a ser engraçado e cansativo vê-lo correndo para todos os lados. 

Outro ponto positivo de seu personagem é que sua vida pessoal também entra em cena. O que contribui para torna-lo mais palpável, mais real. Adicione o câncer e uma esposa grávida, o novo diretor do DAM tem as mãos cheias.


Já os outros médicos também são bem desenvolvidos até onde se permite.  A médica de urgência tem camadas claras a ser explorada e é possível que vejamos um possível desenvolvimento de seu vício por remédios que apenas fica subentendido. 


No geral New Amsterdam se torna uma estreia bem sucedida por explorar o altruísmo creditável e por desenvolver mesmo que breve a história dos pacientes. O que séries como The Resident, falha miseravelmente. New Amsterdam nos faz pensar que medicina pode ser algo belo e não mais um gênero a ser explorado. 


Ultrapassando The Resident, e sendo tão bom senão melhor que The Good Doctor. New Amsterdam tem capacidade para se tornar a próxima Grey's Anatomy se souber para onde ir.

PS:  é uma pena não termos uma mulher protagonista. Os últimos lançamentos parecem esquecer que mulheres podem e devem estar a frente de uma drama médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages