Especial Black Friday | Guia dos melhores smartphones - PREMIERE LINE

NEWS

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Especial Black Friday | Guia dos melhores smartphones

Os smartphones passaram a ser algo necessário na vida das pessoas, seja pela questão profissional ou por motivos pessoais como melhor desempenho para aquele seu joguinho favorito ou para aquela selfie em grupo. Entretanto essas melhorias tem um peso bem alto pra quem é muito exigente: os preços podem ser extremamente salgados.

Com isso em mente é sempre bom sabermos pesquisar bem antes de comprar um novo smartphone, seja ele Android ou iOS e já posso avisar com antecedência que comprar qualquer aparelho em seu lançamento não é uma boa ideia, já que cerca de dois meses depois o mesmo tende a ter uma boa queda de preço.

O foco dessa lista é listar bons aparelhos com uma boa combinação entre preço, hardware e software. Embora as promoções tenham costume de focar em aparelhos que sejam novos, a lista terá alguns smartphones mais antigos que merecem atenção. O guia será dividido por marcas e na ordem do mais simples para o mais caro e potente. 

Asus

Escolher os modelos Asus é uma tarefa complicada já que a mesma sempre fragmenta um único modelo em diversas versões, entretanto seguindo a linha de raciocínio do guia do barato ao mais caro iremos começar com o Zenfone Selfie, que conta com o processador Snapdragon 425 Quad-Core, 2Gb de RAM e versões de 16 ou 32gb de armazenamento. Como o próprio nome sugere, o grande foco do aparelho são as selfies onde temos 13mp, abertura de f/2.0 e ângulo de 140º ideal para aquela foto com os amigos. Além disso ela também conta com modo retrato e embelezamento de rosto.



O desempenho do dispositivo é intermediário e é indicado para pessoas onde o foco são as redes sociais e fotos para redes sociais. O Zenfone Selfie de 16gb está hoje na faixa dos R$600,00, enquanto que o de 32gb se encontra na casa dos R$900,00. A partir dos R$1000,00 temos duas boas opções dentro da Asus. A primeira é o Zenfone 4. Com 64gb de armazenamento e processador Snapdragon 630 Octa-Core, esse smartphone hoje é o melhor custo-benefício da empresa, já que pode ser considerado recente e está com um ótimo preço. Com seus 4GB de RAM junto ao Android 8 Oreo o aparelho tem um ótimo desempenho, seja em tarefas mais simples como redes sociais ou jogos um pouco mais exigentes. 



A Asus também deu um grande foco para o conjunto de câmeras do aparelho onde temos uma dupla na traseira (12MP + 8MP) e abertura de f/1.8 para maior entrada de luz. Junto a isso temos recursos como modo retrato, gravação em 4k e modo profissional. Já na câmera frontal temos 8MP onde é o suficiente para selfies de redes sociais. O aparelho também é dual-chip e aceita cartões micro SD, mas infelizmente sua gaveta é híbrida e o usuário tem de escolher entre mais armazenamento ou a segunda linha. Os preços do aparelho variam de R$1169,00 a R$1499,00.

Por fim, mas não menos importante temos o Asus Zenfone 5 lançado esse ano, onde o grande foco fica para sua tela de 6,2" com proporção 19:9 e resolução Full HD+. Devido a isso a empresa optou por utilizar o famigerado Notch para poder colocar a câmera frontal e outros sensores. O dispositivo conta com processador Snapdragon 636 Octa-Core, 4gb de RAM e 64 de armazenamento, mas as grandes surpresas ficam para seu sistema que promete estar muito mais limpo e conta com as novidades voltadas para Inteligência Artificial. Com isso, o sistema automaticamente detecta se precisa fazer uma limpeza ou se precisa melhorar o desempenho do processador para algum game. O grande calcanhar de Aquiles do Zenfone 5, entretanto é o seu preço que ainda está um tanto quanto salgado. O preço do aparelho atualmente varia de R$1800,00 a R$2200,00.


Motorola

A empresa americana voltou a ser um grande sucesso depois do lançamento do primeiro moto g (2013) pelo Google. 3 anos depois a mesma foi comprada pela Lenovo e algumas escolhas não tão interessantes começaram a ser feitas. Além das linhas principais G, E e X, um fenômeno que gosto de chamar de "samsunguizar" aconteceu e surgiram aparelhos duvidosos como a linha C e a substituição da linha X pela Z, essa que apesar de muito boa e interessante não tem o mesmo apelo dos moto X. Atualmente a empresa felizmente voltou a focar nas linhas G, E e Z. Com essas informações em mente vamos ao guia.

Pra iniciar nada mais justo do que o moto e5 que esse ano foi dividido em três versões: Play, e5 e Plus. Todos os três modelos contam com o processador Snapdragon 425 quad-core e 16GB de armazenamento. As diferenças entretanto ficam na memória RAM e bateria onde o e5 play tem 1GB devido ao sistema Android Go que promete ser mais leve. Sua bateria é de 2.100 mAh. Tanto o e5 comum como o Plus contam com 2 GB de RAM tendo a principal diferença em suas baterias. O e5 conta com 4.000 mAh e o e5 Plus 5.000 e tanto um quanto o outro prometem durar até dois dias dependendo do uso e ainda contam com carregador Turbo Power incluso na caixa. Os preços variam dos R$600,00 até os R$900,00 e minha indicação nesse caso seria o e5 convencional que combina uma ótima bateria com um preço bacana, já que a versão Play é muito simples e pode te deixar na mão facilmente e a versão Plus é muito caro pelo que oferece.



Passando para a linha G nós temos opções melhores. Logo no início desse ano a empresa nos apresentou três variantes do modelo sendo assim moto g6 Play, g6 e g6 Plus. Diferente do que acontece com a linha E aqui temos grandes diferenças de uma variante pra outra. Começando pelo Play ele é o único que não ganhou entradas USB tipo-C e o único a se manter com telas HD ao invés do Full HD. Seu processador é o Snapdragon 430 Octa-Core, tem 3GB de RAM e 32GB de armazenamento junto a uma uma bateria de 4000 mAh. O g6 convencional vem equipado com o Snapdragon 450, 3GB de RAM e 32gb de armazenamento, sendo o seu diferencial a câmera dupla que capacita efeito de desfoque e algumas outras coisas exclusivas da marca. Sua bateria é a já comum 3000 mAh. Por fim mas não menos importante temos o g6 Plus que conta com um Snapdragon 630, 4GB de RAM e 64gb de armazenamento, além de contar com todos os recursos do g6 comum e o extra de TV digital. 



Todos os três contam com a nova proporção de tela 18:9 que traz menos bordas e mais tela. As três versões contam com seus altos e baixos, sendo o Play a resolução menor, o convencional com "apenas" 32gb e o Plus seu alto preço. Entretanto o Plus é mais voltado pra pessoas que gostam de jogos e apps mais pesados, o g6 fica no meio termo e o Play é indicado para pessoas que buscam o básico. Os preços variam de R$899,00 à R$1439,00. Dentro da marca e ainda na linha g temos os moto g5s e g5s Plus que contam com Snapdragon 430 Octa-core e Snapdragon 625 Octa-core respectivamente. O g5s tem 2 de RAM enquanto o Plus tem 3 e ambos tem 32gb de armazenamento e tela full HD, mas o grande destaque vai para o preço deles atualmente, que varia de R$799,00 à R$999,00, valendo em muitos dos casos mais do que qualquer moto g6 ou moto e5.

Em 2018 a motorola ainda não lançou nenhum modelo que pode ser considerado top de linha, mas há alguns meses tivemos o lançamento do moto z3 play, esse que teve dois antecessores elogiadíssimos tanto pela bateria quanto pelo software. O aparelho conta com o Snapdragon 626 Octa, 4GB de RAM e 64GB de armazenamento. Seu grande destaque é a tela Super AMOLED. Com exceção da TV digital o aparelho tem todos os recursos do moto g6 plus e ainda é compatível com todos os Snaps já lançados para os Moto Z. O aparelho se encontra hoje na casa dos R$1600,00 e vale muito a pena se estiver com um aparelho muito ultrapassado. Já no caso de estar com qualquer dispositivo intermediário ou melhor de um ou dois anos atrás é melhor pensar em outras opções.

LG

Se tem uma empresa que atualmente anda difícil de se recomendar smartphones essa com certeza é a LG. A grande maioria dos seus aparelhos "baratos" são caros e não compensam, o que não garante que nós consumidores possamos nos dar bem com a marca. As principais opções da marca se resumem nas linhas Q e G, sendo a primeira a intermediária e a segunda a top de linha. Começando pelo Q6 e Q6 Plus ambos tem tela full HD e processador Snapdragon 435 Octa. As diferenças ficam para a memória RAM e armazenamento onde o primeiro tem 3 de RAM e 32 de armazenamento e o segundo 4 de RAM e 64 de armazenamento. O grande destaque deles vai para o desbloqueio com reconhecimento facial e boas câmeras para redes sociais, sendo assim hoje a melhor opção "barata" da LG, mas que infelizmente começa na casa dos R$700,00 com o Q6 e vai até cerca de R$950,00 com a versão Plus. Outra opção é o Q7 Plus, lançado esse ano que conta com algumas melhorias significativas para a linha, como desbloqueio por impressão digital, um hardware mais potente (Snapdragon 450 octa de 1,8 Ghz) e proteção IP68 contra água e poeira. Ele pode ser encontrado atualmente na faixa dos R$1300,00.



Apesar desses dispositivos serem boas opções dentro da marca, a grande cereja do bolo com a LG é a linha G, que esse ano sofreu boas melhorias, embora tenha um preço um pouco salgado. O aparelho é equipado com o poderoso Snapdragon 845, tem 4GB de RAM e 64GB de armazenamento. Sua tela tem resolução Quad HD+. O aparelho é capaz de rodar qualquer app ou game disponível na Play Store atualmente e também conta com certificação IP68 contra água, o que não significa mergulhar com o mesmo. O LG G7 vem com câmeras duplas na traseira para garantir aquele modo retrato que está tão popular atualmente, além de uma abertura de f/1.6 para garantir melhor entrada de luz. A bateria de 3000 mAh pode não agradar a todos já que talvez não segure o dia todo, então é bom levar o carregador sempre na bolsa. Apesar de muito poderoso e muito bonito o dispositivo sofre do mesmo mal dos seus "irmãos". Ele ainda está um tanto quanto caro variando na faixa dos R$2500,00



Apple

A empresa da maçã mordida tem um ponto muito positivo com seus dispositivos que é serem unicamente top de linha o que garante sempre um bom desempenho em jogos e apps pesados sendo afetado somente depois de longos anos. Acontece que esse fato tem um preço bem alto e aquele lembrete de que smartphone em lançamento não é uma opção viável vem à tona novamente já que os novos iPhone X e Xs podem chegar a R$10.000 em terras tupiniquins. Com isso em mente o mais barato e ainda sim interessante dos iPhones é o modelo SE lançado em 2016, em conjunto com o 6s e por esse mesmo motivo conta com o mesmo hardware do irmão mais velho, mas com o corpo do hoje abandonado - mas ainda muito amado - iPhone 5s, mas sem algumas funções como o 3D Touch e uma câmera frontal melhor. De qualquer forma o aparelho assim como o 6s ainda dá conta do recado nas mais variadas situações e atualmente pode ser encontrado em três versões: 16, 32 e 128GB e claramente isso influencia no preço dele que começa por volta dos R$1300 e pode chegar nos R$2250.



Se você não gosta de aparelhos pequenos mas não pode gastar muito, o iPhone 6s é uma ótima pedida, já que conta com tudo que o SE tem e mais alguns recursos como câmera frontal melhor, tecnologia 3D Touch e uma tela e resolução melhor. A grande diferença aqui é que o aparelho tem a variação Plus onde temos uma "pequena" diferença. Enquanto na versão comum a tela é de 4,7" e é HD, na versão Plus temos 5,5" com resolução Full HD. Outro grande fator de escolha são os preços. Enquanto o 6s comum pode ser encontrado a partir dos R$1600 em sua versão de 32GB, a versão Plus já começa por volta dos R$2700. Como vocês devem saber os aparelhos Apple não aceitam cartão SD e eu acredito que dependendo do tipo de usuário que você seja 32GB pode ser pouco, então a recomendação é que você escolha pelo menos 64GB, o que provavelmente vai encarecer o produto. Em sua versão de 128GB a versão Plus pode chegar na casa dos R$3000.



Assim como o modelo 6s o iPhone 7 se dividiu entre o convencional e a versão Plus, mas aqui temos diferenças interessantes entre as duas e não apenas uma mudança no tamanho da tela. A principal diferença fica na questão da memória RAM que na versão convencional é de 2GB enquanto que no Plus é de 3GB. O processador é o A10 Fusion que consegue muito bem administrar quando você está utilizando um app mais pesado como games ou apenas navegando nas redes sociais economizando assim bastante bateria. Outra grande diferença entre as duas versões fica na parte das câmera. Ambos contam com 7mp na câmera frontal e 12mp na traseira, mas conta com uma exclusividade na versão Plus. Ao invés de apenas uma câmera traseira o aparelho traz duas o que garante que o modo retrato possa ser feito, além de zoom óptico x2 e uma lente grande-angular para poder tirar fotos com mais pessoas. Um ponto que até hoje me deixa com pé atrás principalmente pelo fato de ter influenciado o mercado é de terem tirado a entrada p2 de fones de ouvido. Os aparelhos também receberam áudio estéreo e proteção contra água. O iPhone 7 pode ser encontrado na versão de 32GB a partir de R$2324,00 e o iPhone 7 Plus a partir de R$2969,00. Ambos podem chegar até 256GB elevando seus preços próximo dos R$4000,00



As últimas mas não menos importantes opções de iPhone envolvem o iPhone 8 e 8 Plus. Eles são basicamente o iPhone 7 com algumas melhorias, tanto que até mesmo as diferenças entre a versão comum e a Plus são as mesmas. As principais novidades ficam pelo fato do novo processador suportar realidade aumentada e promete ser ainda mais potente e com uma autonomia mais interessante de bateria. Embora o aparelho seja muito bom ele é indicado somente para pessoas que estão ou há muito tempo longe da Apple ou para as que nunca tiveram um aparelho da marca, pois as diferenças dele para um iPhone 7 por exemplo são quase nulas, exceto pelo preço que já começa a partir dos R$3000. Embora já venha com 64GB de armazenamento ele pode chegar até cerca de R$4300,00 nas versões Plus e de 256GB. Como um extra da marca temos o famigerado iPhone X que esse sim sofreu grandes alterações no sistema e mesmo que seu hardware seja o mesmo que o do 8 ele tem diferenciais interessantes como a tela que cobre praticamente toda a frente do aparelho e finalmente usa tecnologia OLED, que traz cores mais vivas e bonitas para a tela. De resto ele é praticamente o mesmo aparelho que o iPhone 8 e 8 Plus com uma pequena diferença: o seu preço. O aparelho em seu lançamento chegou custando cerca de R$7000 por aqui e hoje pode ser encontrado na faixa dos R$4600, o que ainda é bem salgado para um smartphone de 1 ano atrás.



Samsung

Se tem uma empresa que hoje pode ser considerada a grande líder e principal concorrente da Apple no meio de smartphones Android, essa é a sul-coreana Samsung que vem a cada ano aprendendo com os erros e lançando modelos cada vez mais interessantes. Embora o seu catálogo tenha muitas boas opções ele também é recheado de aparelhos duvidosos e inicialmente bem caros, então essa pode ser a parte mais interessante de todo o artigo. Primeiramente a empresa sempre foi de lançar muitos modelos por ano e isso sempre confundiu muito as pessoas. Aqui tentarei dividir em algo mais simples e direto e apenas com modelos que valham realmente a pena.

Com poucas diferenças, o Galaxy J5 Pro e o Galaxy J6 são boas opções para aparelhos de entrada. Ambos contam com o processador da Samsung Exynos 7870 Octa, 2GB de memória RAM e 32GB de armazenamento. A grande diferença entre os dois fica nas telas e na câmera. Enquanto o J5 Pro ainda se mantém no antigo esquema de telas com botões físicos e sensor de impressões de digital na frente, o J6 2018 já segue a linha Galaxy S8 com a "tela infinita" e sensor na traseira. Os dois tem tela HD com tecnologia Super AMOLED, ótima para assistir vídeos e filmes. Já nas câmeras temos boas diferenças. Enquanto o J5 Pro tem 13mp tanto na frontal quanto na traseira, com uma abertura de f/1.9 na frente e f/1.7 na traseira - o que garante melhores fotos mesmo com piores condições de luz - o J6 traz 13mp na traseira e 8mp na frontal, mas ambas com uma abertura de f/1.9. O grande diferencial de acordo com a marca é o flash frontal com três intensidades diferentes e os filtros. Ambos os aparelhos podem ser encontrados na faixa dos R$700,00.



Seguindo para a linha A nós temos boas opções e com preços bem variados. Os mais em conta são aparelhos do ano passado mas que ainda dão conta do recado e tem uma configuração bem interessante. Os Galaxy A5 e A7 2017 contam com o processador Exynos 7880 Octa da Samsung, 3GB de RAM e nesse caso 64GB de armazenamento. A tela também é de respeito com resolução Full HD e tecnologia Super AMOLED. Tanto a câmera frontal quanto a traseira são de 16mp com abertura f/1.9, entretanto o destaque vai para a traseira que conta com HDR e mais alguns outros recursos extras. Ambos os aparelhos podem ser encontrados atualmente por volta dos R$1300,00 em suas versões de 64GB, sendo assim uma ótima opção para intermediários. 



Se você quer um aparelho um pouco mais atual você pode optar pelo Galaxy A8, onde o grande foco é sua câmera dupla frontal que capacita o modo retrato. Com processador octa de 2,2 Ghz o aparelho aguenta todos os apps básicos com tranquilidade e até mesmo alguns jogos e apps pesados. Ele também é equipado com 4GB de memória RAM e 64 de armazenamento, o que é ótimo para salvar fotos e vídeos. Assim como os A5 e A7 o aparelho tem tela full HD com tecnologia super AMOLED, mas conta com o diferencial de ser "tela infinita", sendo assim quase sem bordas. O aparelho pode ser encontrado por volta dos R$1500,00. A questão nessa faixa de preço na Samsung é que temos o ainda ótimo Galaxy S7, que ainda hoje é melhor que qualquer um dos J ou A lançados atualmente. O aparelho tem o processador Exynos 8890 octa, também é de 4GB de RAM e seu único ponto negativo atualmente é o armazenamento que é de "apenas" 32gb. Felizmente ele aceita cartões de memória e garanto que pode ser uma ótima aquisição. A câmera do aparelho também é ótima e até hoje é uma das melhores dos smartphones. 



Já que mencionei a linha Galaxy S nada melhor atualmente do que o S8. O aparelho usa o processador Exynos 8895, um pouco mais poderoso que o de seu antecessor, mantém os 4gb de RAM e tem versões de 64 e 128gb de armazenamento, sendo assim uma excelente opção. O grande trunfo do aparelho, entretanto é sua tela onde foi apresentado o conceito de Tela Infinita. Com tecnologia Super AMOLED e resolução Quad HD, o S8 é um dos melhores aparelhos lançados em 2017. A câmera manteve o padrão de seu antecessor e houve algumas novidades. A principal foi a substituição do leitor de impressão digital da frontal para a traseira - o que não foi uma ideia tão bem aceita devido a sua localização do lado da câmera - e a adição do desbloqueio por leitura de íris. O dispositivo da Samsung é hoje uma das melhores opções e está com um preço bem interessante por volta dos R$2000,00 na versão comum e R$2200,00 na versão Plus.



Como uma opção "bônus" temos o Galaxy Note 8 que tem o mesmo hardware do S8, mas com a adição de uma câmera dupla na traseira para possibilitar o modo retrato e a canetinha S Pen, que permite coisas únicas com o dispositivo. Embora o aparelho seja incrível e tão bom quanto o S8, seu preço ainda beira os R$3000,00.



Seja você um usuário mais básico ou mais avançado, a ideia de conseguir os melhores preços é sempre bem-vinda e eu espero que esse guia tenha conseguido te ajudar. Até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages