REVIEW | 9-1-1 Qual a sua emergência? (2° Temporada) - PREMIERE LINE

NEWS

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

REVIEW | 9-1-1 Qual a sua emergência? (2° Temporada)

A primeira temporada de 9-1-1 foi uma das melhores estreias de 2018. Chegando no começo de janeiro, era uma das séries que não dei qualquer atenção quando anunciada. De fato, a sinopse não me despertou nenhum interesse.

O dia a dia de bombeiros?

Porque, em meio a séries como Chicago P.D ou L&O SVU, que fazem muito sucesso e são consagradas na audiência americana, 9-1-1 conseguiria ser diferente ou mesmo estar a altura da competição?



A resposta veio já no piloto. Com um primeiro ano eletrizante, 9-1-1 conquistou seu lugar na TV.




Renovada para seu segundo ano, a expectativa era grande. E devo confessar que Ryan Murphy pode não ter atingido a excelência da 1° temporada. Enquanto a primeira temporada foi veloz e arrebatadora, a segunda teve um tom mais introdutivo. 



Com dois novos personagens, um novo bombeiro e uma nova atendente do 911, que entra para substituir Abby Clark (Connie Britton "AHS"). Uma nova dinâmica se estabeleceu na série. Sinto que foi um ano mais devagar e mais focado nas histórias internas entre os personagens principais. O que não é ruim. Mas comparado ao primeiro ano, a falta de mais ação foi o ponto fraco da temporada. Os casos foram ótimos, sem sombra de dúvidas a série ganhou um orçamento maior. O que, não foi usado sabiamente pela falta de profundidade na maioria das cenas de resgate. 




Mas apesar disso, o lado positivo de se investir nos personagens principais é ver que eles tem a capacidade de progredirem e amadurecerem, o que funciona para se estabelecer um relacionamento entre eles e o público. Particularmente não senti química entre Eddie e o elenco. Achei por vezes sua história desconexa com a trama em geral. Quase forçada.
É um daqueles personagens que ou você ama ou odeia (mas amar só pelo rostinho bonito não vale, ok?)




[SPOILER] O relacionamento de Bobby e Athena foi bem explorado na temporada mas não teve nenhum alto ou baixo. O pedido de casamento de Eddie soou totalmente impulsivo e acredito que apesar de parecer certo, os dois não irão muito longe. 




Chimney e Hen tiveram uma ótima parcela na temporada. São personagens que merecem e tem muito o que se explorar. O episódio de Hen foi o melhor da temporada. Ela se mostrou uma mulher determinada que lutou contra o preconceito de seus colegas de trabalho e no final, conseguiu provar seu valor.




[SPOILER] O melhor do segundo ano foi a entrada de Maddie, irmã de Buck. Logo sabemos sobre seu passado violento onde ela vai para Los Angeles após fugir do marido. Toda temporada deixa em segundo plano sua história. Mas sabemos que em algum momento haverá um "confronto" entre os dois. O que acontece no final da temporada. No último minuto. O que deixa um gancho muito bem construído para o terceiro ano. 


A segunda temporada de 9-1-1 encerra com um bom saldo. A falta de ação nos leva a uma relação mais próxima com cada personagem o que a longo prazo é ótimo para a longevidade da série.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages