Coluna do Coffey | Usar a nostalgia pode ser apelação, mas funciona! - PREMIERE LINE

NEWS

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Coluna do Coffey | Usar a nostalgia pode ser apelação, mas funciona!



Estamos nos gloriosos (E bregas! E estranhos!) anos 80! As pessoas dirigiam sem cinto de segurança, fumar era permitido em praticamente qualquer lugar e, na falta de Tv a cabo ou outro meio de diversão, assistíamos à Sessão da tarde nas férias.

Karatê Kid - A hora de verdade! Oba! Porradaria! E o que vemos? Um loirinho fazendo bullying (ok, a palavra nem existia mas vocês entenderam) com o garoto recém chegado. O tal garoto resove se matricular numa academia de karatê para se defender. E quem está lá como favorito do professor? Ele mesmo, o valentão.

Temos crise de choro, o famoso "eu não queria vir mas a mãe me trouxe" e claro,  mais bullying. Então, eis que entra em cena, o japinha. Agora a coisa vai.

Mas não, é um tal de encere o chão, pinte a cerca, lave os carros. Pô! Exploração infantil? São os anos 80, mas tudo tem limite. Poucas cenas depois, a verdade é revelada, nosso herói da a volta por cima e, com um golpe de kung fu (anos 80 lembram?) derrota o valentão, conquista a garota e o respeito de todos.



Mas e como ficou o valentão? 

34 anos depois, a resposta!



Cobra Kai foi lançada pelo serviço Premium do You Tube, no ano passado e conta como ficou a vida de Jhonny Lawrence após ter sido derrotado por Daniel Larusso. Falido, ignorado e com um filho adolescente, o vice campeão decide que sua última esperança é reabrir a Academia Cobra Kai e trazer de volta os dias de glória.

Apostando na nostalgia dos fãs, acerta em cheio ao focar a história no "outro lado da moeda". Nos é mostrado todo o caminho de Jhonny desde a infância difícil até o momento de sua derrota para Daniel. E como tudo isso formou sua vida e escolhas.

O carisma dos atores quase compensa a saudade do falecido Pat Morita, que é citado e homegeado na série. A relação entre Jhonny e Daniel finalmente encontra um ponto de equilíbrio (a cena do bar é excelente!) e novos personagens são apresentados para dar continuidade ao legado de seus mestres.




A série foi muito bem nos números e uma segunda temporada foi confirmada. Particularmente espero que consiga manter o clima porque afinal de contas, os 80 foram a época mais maluca, mas tiveram sim a sua magia



Pages