Especial | O que esperar de Crash Team Racing: Nitro Fueled - PREMIERE LINE

NEWS

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Especial | O que esperar de Crash Team Racing: Nitro Fueled


A 9º geração consoles é com toda a certeza a geração dos remakes e remasters. Tivemos títulos excelentes como Shadow of the Colossus, Uncharted: The Nathan Drake Collection e o mais recente Spyro: Reignited Trilogy. Com isso em mente a Activision finalmente nos trouxe Crash Bandicoot de volta em N'Sane Trilogy com tudo refeito, desde os gráficos até a jogabilidade. Algumas melhorias foram feitas, as coisas boas se mantiveram e o jogo foi um tremendo sucesso. Graças a isso nossas preces foram atendidas.

Foi então que durante o The Game Awards 2018 tivemos a ilustre presença do nosso Marsupial favorito e nos foi apresentado o remake de Crash Team Racing rebatizado de CTR: Nitro Fueled. Eu fui a loucura com o anúncio já que sou um grande fã da franquia e principalmente de Crash Team Racing.

O lançamento do game está previsto apenas para junho do ano que vem, mas devido a minha empolgação com o anúncio venho por meio desse texto tentar transmitir o hype para o máximo de pessoas. Abaixo você pode conferir o trailer de anúncio do game:



O clássico Crash Team Racing sem sombra de dúvidas teve uma grande influência de Mario Kart. A franquia já estava muito bem com três grandes games de plataforma e aplicar todo aquele universo em um game de kart da forma que fizeram foi fantástico. Embora tenha pego ideias de Mario Kart, CTR não é um mod do mesmo, mas sim uma reinvenção do gênero. O melhor exemplo é a parte de derrapagem do game, que se feito de forma correta te garante até três boosts, mas para isso é necessário o timing certo para apertar o botão, sendo uma questão de aprender a usá-lo. Outro ponto que o diferencia é que aqui nós temos um modo história onde assim como nos games de plataforma nós vamos passando por mundos, coletando Relíquias, Gemas e Troféus. É pelo modo história que liberamos a maioria dos personagens extras. Temos também o modo arcade onde encontramos os campeonatos e corrida livre, além de termos o famoso modo Battle onde você e até mais 3 amigos podem se matar em arenas.

A jogabilidade é um dos pontos mais legais do jogo, com boa resposta dos botões até hoje e um excelente aproveitamento do universo de Crash. Por exemplo as frutas Wumpa servem tanto para aumentarem a velocidade do Kart quanto para transformar uma caixa de TNT em Nitro ou fazer com que o power-up do Portal pegue todos os oponentes ao invés de somente o primeiro colocado. A única parte que realmente o jogo falha é na Inteligência Artificial dos inimigos. Eles seguem alguns caminhos padrões nas pistas e usam apenas alguns dos power-ups, deixando itens como o Relógio e o Portal exclusivos dos jogadores, facilitando demais quando estamos em primeiro, ou seja, o game não é muito desafiador mesmo na dificuldade máxima. 

O game tem diversas pistas, geralmente se baseando nos personagens do game. São cerca de 30 pistas com os mais variados cenários, desde a neve até uma nave espacial onde conseguimos ver a Terra em gravidade zero. O elenco de personagens também é um show a parte. Temos inicialmente oito personagens e são eles: Crash Bandicoot, Dr. N. Cortex, Coco Bandicoot, Tiny Tiger, Dingodile, N. Gin, Polar e Pura. Conforme jogamos o modo história enfrentamos chefes clássicos do Crash como Papu Papu, Ripper Roo, Komodo Joe, Pinstripe e por fim o novo personagem Nitrous Oxide - que infelizmente não era jogável no PS1, mas que felizmente será em Nitro Fueled. Além desses temos Dr. N. Tropy, Fake Crash e Penta Penguin (esse um dos personagens mais rápidos do jogo). 

Bom, como puderam ver Crash Team Racing foi um excelente game de corrida e infelizmente o último Crash desenvolvido pela Naughty Dog. Anos se passaram, muitos Crashs se passaram, alguns bons e outros bem ruins mas finalmente tivemos o aguardado retorno com N'Sane Trilogy. Com isso em mente tenho fé que o mesmo nível de tratamento será dado a Crash Team Racing: Nitro Fueled. A seguir vou mostrar o que já foram confirmado sobre o remake do game e algumas que eu gostaria que tivesse. Talvez seja um pouco cedo para isso, mas nada vai me impedir.

Por ora as novidades não são muito grandes, mas são suficientes para deixar qualquer fã empolgado. A primeira coisa além de toda a remodelagem das pistas e personagens que pode ser vista no trailer é que o game terá um modo online competitivo. Além disso teremos muitos novos karts. Eu não sei como essa mecânica vai funcionar, mas admito que seria interessante ser parecido com o que acontece em Mario Kart 8, onde podemos escolher diversos karts, rodas e talvez mais alguma coisa? Desde que seja uma ideia interessante e não uma mera cópia de outros games eu apoio a ideia, pois é isso que marcou o game na época e espero que consigam novamente. 

No site oficial do jogo é informado que todos os modos, personagens, pistas, power-ups e até mesmo a jogabilidade se manterá. De todas essas informações a que mais me deixou animado é a da jogabilidade, que tinha uma originalidade na parte das derrapagens e no uso dos turbos, podendo muitas vezes sem o uso de power-ups chegar a velocidades absurdas e eu espero que esse tipo de coisa se mantenha no novo game. Outro ponto que seria legal se manter são os atalhos não oficiais. Tinham alguns lugares no game original onde era possível "burlar" o Aku-Aku e o Uka-Uka de buscar os personagens, liberando assim alguns atalhos bem exagerados. Vou deixar o melhor exemplo em um vídeo abaixo:



Bom, como eu disse não há muito do que falar sobre o novo game ainda, já que temos uns seis meses até seu lançamento e não há tantas informações disponíveis. De qualquer forma o que já foi mostrado é o suficiente para dizer que o game será pelo menos bom. Seja você um fã de longa data ou alguém novo nesse universo eu espero poder competir nesse que é um dos games que mais joguei até hoje. O game será lançado em 21 de junho de 2019 para o Playstation 4, Xbox One e Nintendo Switch

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages