Coluna do Coffey | A sequência é sempre pior. Será mesmo? - PREMIERE LINE

NEWS

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Coluna do Coffey | A sequência é sempre pior. Será mesmo?


Toda segunda parte de uma trilogia é ruim. Ou qualquer sequência é pior que o primeiro filme. Essa é uma daquelas regras que todo mundo com o mínimo de interesse em cinema ouve e repete com a boca cheia

Pois hoje eu vou tentar mostrar as exceções que confirmam a regra. "Partes II", de trilogias ou não que foram tão boas ou melhores que o primeiro filme.

Rambo II


Silvester Stallone ignorou (na minha opinião sabiamente) o final do livro que baseou o primeiro filme e escreveu Fisrt Blodd: Part II (depois disso TODA parte II no Br virou "A missão" por alguns muitos anos). Aqui temos nosso herói confrontando seus demônios no ambiente onde todos queriam vê-lo. O "tal" do Vietnã. O filme veio em uma leva de filmes de guerra como Bradock e cumpre muito bem o seu papel como filme de ação. Tivemos uma parte III vergonhosa e uma parte V onde finalmente vimos como o personagem deveria ter sido depois do primeiro filme. Entra nessa lista porque não desmerece o primeiro filme e não é nem de longe o pior da franquia.

Expendables II


Quando o primeiro filme surgiu, todo mundo que cresceu vendo os brucutus da sessão da tarde (me included) ficou doidão. O filme é fan service declarado. Quando anunciaram a continuação com mais atores, mais sangue e muito mais KABOOM, o sensor apitou. Eu passei longe das salas de cinema justamente por conta da tal regra. Ledo engano. Um filme com roteiro bem estruturado, atuações honestas (em se considerar o elenco...), CHUCK NORRIS e ação na medida certa. O nosso querido Van Damme se revelou um ator bem razoável.

Terminator II


Quem diria que o futuro governador da Califórnia, depois de mostrar o corpitcho trincado e dizer três palavrinhas na telona seria convocado para um dos grandes blockbusters do cinema moderno. A inversão do papel, e mesmo os diálogos sobre o destino da humanidade tudo se encaixa em um filme excelente e que marcou várias pessoas, me included. É uma pena que as squencias foram matando a franquia e a última tentativa de reboot foi medíocre.

Indiana Jones and The Temple of Doom


Três anos depois de correr de uma bola gigante em uma mina, fritar alguns Nazis e beijar a mocinha, temos o Dr Jones em uma nova aventura, dessa vez nas profundezas da Índia, com o seu par rômantico e um sidekick hilário. Tudo no lugar, roteiro magistral e a mão mágica do Mr Spielberg. Sucesso garantido e um dos filmes mais legais da franquia. Destaque para a cena do banquete, que meu pai passou ANOS me jurando que era real. E sim, eu acreditei.

E por último mas não menos importante

The Godfather Part II


Ninguém esperava que uma continuação superasse a obra-prima que é "The Godfather". A saga de Michael até o controle da organização e a guerra de gangues em Nova Iorque, contada juntamente com as origens da Famigila Corleone da Italia é magistralmente retratada. Consegue envolver, emocionar e tem atuações maravilhosas. É um exemplo até hoje de como se fazer o tal "cinema de arte". É a exceção definitiva quando se cita a regra de que uma sequência sempre é pior que a parte precedente.

Semana que vem, faremos o inverso. Sequencias que fizeram jus a regra e, se não floparam nos números, nos deram algusn filmes bem ruins.

Pages